Família acusa médico de quebrar perna de bebê durante parto no PA

Criança ainda teve uma parada cardíaca durante o parto e precisou ser reanimada

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Familiares de um recém-nascido acusam o médico obstetra de ter quebrado a perna de um bebê durante o parto. O caso ocorreu ontem, 19, no hospital da Ordem Terceira, em Belém (PA).

Patrícia Rosário Ferreira, 44 anos, chegou ao hospital com exames que apontavam que o bebê estava sentado e, por isso, não poderia ter parto normal. Mesmo assim, a equipe médica realizou o parto. As informações são do UOL.

“Depois que ela nasceu, falaram para gente que o parto tinha sido difícil e que tinham deslocado a perna dela, mas só depois ouvimos comentários dos enfermeiros dizendo que a perna dela estava quebrada”, contou Valério Lima da Silva, cunhado de Patrícia, ao UOL.

bebê perna
Crédito: DivulgaçãoFamília acusa médico de quebrar perna de bebê durante o parto em hospital de Belém (PA)

A bebê foi transferida para a UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e entubada.

Em nota, o hospital confirmou que a criança está em observação na UTI. O comunicado traz ainda a versão do médico obstetra responsável pelo parto, dizendo que a paciente evoluiu para parto normal, mas de “difícil extração”.

A nota ainda diz que “durante manobras de parto houve tocotraumatismo [traumatismo causado pelo parto] em quadril direito do feto para possibilitar diminuição do diâmetro do quadril e facilitar sua extração mais rápida, devido ao fato do feto já estar apresentando bradicardia [diminuição da frequência cardíaca]”.

A direção da unidade hospitalar afirmou que confia no seu corpo clínico e que entende que a decisão tomada foi certa para resguarda a vida do recém-nascido e da mãe.

O pai da criança registrou boletim de ocorrência nesta terça-feira, 20. A mãe da criança deve ter alta hoje.