Futuro ministro quer restringir venda de bebida alcoólica no país

Para ele, controlar o horário de venda de bebidas poderia reduzir os índices de violência

Por: Redação | Comunicar erro
A venda de bebida poderá ser restringida no país. Medida é proposta pelo futuro ministro da cidadania.
Crédito: Istock/ Hakan TanakRestrição de horário poderia diminuir violência.

Futuro ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB-RS) propõe limitar a venda de bebida alcoólica com a justificativa de que medida pode reduzir os índices de violência no país.

Para ele, restringir o horário de venda em bares e restaurantes é algo para ser pensando. Ação poderia ser pontual, apenas ’em lugares mais violentos’, afirmou em entrevista ao jornal O Globo.

Terra ainda pontua já estar conversando com o presidente Jair Bolsonaro sobre a possibilidade.

Compartilhe:

1 / 8
1
04:49
Militar é preso com 39 kg de cocaína em avião reserva da Presidência
Um sargento da Aeronáutica foi preso nesta terça-feira, 25, no aeroporto de Sevilha, na Espanha, transportando 39 quilos de cocaína …
2
06:25
VazaJato: Moro chama integrantes do MBL de tontos e depois se desculpa
Em áudio publicado pelo perfil do Movimento Brasil Livre no Instagram o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, …
3
02:42
STF adia julgamento que pode tirar Lula da cadeia
O Supremo Tribunal Federal (STF) resolveu adiar o julgamento do pedido de liberdade do ex-presidente Lula, que estava previsto para …
4
02:20
Novas regras para o uso de patinetes elétricas em SP
A prefeitura de São Paulo definiu novas regras para o uso de patinetes elétricas compartilhadas na cidade. Entre as  determinações …
5
08:30
Intercept: os principais pontos do depoimento de Moro no Senado
O ministro da Justiça, Sergio Moro, prestou esclarecimentos em audiência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça do Senado) sobre …
6
04:04
E se Carlos Bolsonaro fosse gay?
O ex-deputado Jean Wyllys fez uma série de posts em sua rede social apontando que Carlos Bolsonaro, o filho 02 …
7
03:02
Empresas usaram disparos no WhatsApp durante eleição de Bolsonaro
Uma reportagem publicada pela Folha de S. Paulo mostra que empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para …
8
01:49
Senado diz não e derruba o decreto de armas de Bolsonaro
O Senado votou na terça-feira, 18, o parecer que pede pela suspensão dos decretos que flexibilizam o porte e a …