Gestante hipertensa denuncia médico que negou atestado acusando drama

Caso gerou revolta no Twitter e usuários organizaram um enxoval para ajudar a mulher a permanecer em casa até o fim da gestação

Por: Redação

Licyane Almeida, que está gestante de 37 semanas, publicou em seu Twitter um desabafo após procurar por atendimento em um posto de saúde na zona norte do Rio de Janeiro e ser mal atendida. Hipertensa e com dois dedos de dilatação, ela pediu um atestado ao médico, que se negou dizendo que ela estava fazendo drama.

“Ele estava debochando da minha dor”, escreveu ela em sua rede social. “Ele disse que não era obrigado a me dar nada, e se acaso passasse mal no trabalho era pra ir pra maternidade”, contou.

Mesmo sem condições, Licyane foi trabalhar, mas piorou e precisou ser levada ao hospital, onde fez vários exames e, foi orientada a ficar de repouso por 14 dias. “Me levaram pro Hospital Maternidade Fernando Magalhães, em São Cristóvão. Lá, o médico ouviu minha história e quis me ajudar”, disse.

Após relatar o caso na rede social, várias pessoas se manifestaram revoltadas com a atitude do médico e se ofereceram a ajudá-la a denunciar o caso. Alguns viram racismo na atitude do profissional, lembrando que as mulheres pretas são as que mais sofrem violência obstétrica.

Outras pessoas, que também se comoveram com a situação, organizaram um enxoval online para que a mãe possa ficar em casa até o nascimento de sua filha. A ajuda pode ser feita neste link do PicPay.

ajuda para enxoval de gestante que teve atestado negado
Crédito: Reprodução/TwitterApós ter o atestado negado, gestante ganha ajuda online

Como denunciar médico

Para denunciar um médico por má conduta e/ou por violação do Código de Ética Médica, o paciente poderá acionar o Conselho Regional de Medicina ou o Conselho Federal de Medicina.

A denúncia pode ser online, basta acessar o portal do Conselho Federal (link aqui), clicar em Cidadão na barra de menu do portal e, em seguida, clicar em Denúncia no submenu.