Últimas notícias:

Loading...

Governo Bolsonaro demite diretor citado como autor de pedido de propina

O comunicado divulgado na noite desta terça-feira, 29, não explicou o motivo da exoneração de Roberto Dias

Por: Redação

Nesta terça-feira, 29, o Ministério da Saúde do governo Bolsonaro divulgou uma nota anunciando a demissão do diretor de Logística da pasta, Roberto Dias. Ele foi citado como autor de pedido de propina a empresa que negociava a aquisição de vacina pelo ministério.

Governo Bolsonaro demite diretor citado como autor de pedido de propina
Crédito: Marcello Casal Jr./Agência BrasilGoverno Bolsonaro demite diretor citado como autor de pedido de propina

Roberto Dias foi citado por Luiz Paulo Dominguetti Pereira, representante da empresa Davati Medical Supply no Brasil, na entrevista para jornal Folha de S.Paulo. De acordo com Pereira, o diretor cobrou propina em troca de fechamento de contrato da empresa com o ministério.

Em nota divulgada na noite desta terça, 29, o ministério não explicou o porquê da exoneração de Roberto Dias. Foi dito somente que a decisão foi realizada no período da manhã.

“O Ministério da Saúde informa que a exoneração de Roberto Dias do cargo de Diretor de Logística da pasta sairá na edição do Diário Oficial da União desta quarta-feira (30). A decisão foi tomada na manhã desta terça-feira (29)”, disse o ministério.

Integrantes da CPI da Covid querem chamar o representante da Davati. Para o vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), a denúncia é considerada “forte”.

“Denúncia forte. Vamos convocar o senhor Luiz Paulo Dominguetti Pereira para depor na #CPIdaPandemia na próxima sexta-feira, dia 02/07”, escreveu o senador em rede social.

Compartilhe: