Últimas notícias:

Loading...

Bolsonaro demite ministro Gustavo Bebianno em meio à crise

Porta-voz da Presidência da República, anunciou no final da tarde desta segunda-feira, 18 a exoneração

Por: Redação
Crédito: ReproduçãoRelação entre Bolsonaro e Bebianno já estava estremecia após denúncias de esquemas de uso transferência de dinheiro público para candidaturas de laranjas e outras irregularidades quando ministro era presidente do PSL

Otávio do Rêgo Barros, porta-voz da Presidência da República, anunciou no final da tarde desta segunda-feira, 18, a exoneração do Ministro da Secretaria Geral do governo, Gustavo Bebianno. O Secretário Executivo da pasta, General Floriano Peixoto, assume o cargo.

A demissão já era prevista desde a última sexta-feira, 15, quando – após dias de crise rondando o governo e seu partido, PSL – Jair Bolsonaro se reuniu com seus ministros e o vice-presidente, Hamilton Mourão. Após o encontro, o presidente teria decidido demitir o antigo aliado e, inclusive, deixado a exoneração assinada, para divulgá-la hoje.

A relação entre os dois já estava estremecia há alguns dias, quando a Folha de São Paulo publicou matérias sobre esquemas de transferência de dinheiro para candidaturas de laranjas e o repasse de dinheiro de campanha a uma gráfica de fachada, tudo em 2018, época em que Gustavo era o presidente do partido. Tais acusações geraram tensão no governo e no PSL, mas Bebianno negou, dizendo que só na quarta-feira, 13, havia falado três vezes com o presidente.

Após essas declarações, Gustavo foi chamado de mentiroso por Carlos Bolsonaro em suas redes sociais. Mais tarde, o próprio presidente retweetou o texto do filho. Desde então a permanência do ministro no cargo passou a ser uma incógnita.

Pronunciamento do governo

“O Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, decidiu exonerar, nesta data, do cargo de Ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, o Senhor Gustavo Bebianno Rocha. O Senhor Presidente da República agradece sua dedicação à frente da pasta e deseja sucesso na nova caminhada”, informa nota divulgada pelo Planalto, conforme matéria do site da Band.

Entenda como a queda de Bebianno pode prejudicar o governo e PSL:

Compartilhe: