Publicidade

Informar

Guarda Civil pode ter armamento igual ao da Polícia Militar

Motivo da troca é dar aos guardas maior autonomia para deter o oponente com apenas um disparo

Por: Redação | Comunicar erro
...
Publicidade

A Guarda Civil Metropolitana (GCM) pode passar a ter o mesmo armamento usado pelas Polícias Militar e Civil de São Paulo. O motivo principal é de que a arma usada pela PM tem um poder maior de deter o oponente com apenas um disparo. As informações são do “Estado de S. Paulo“.

Mudança de armamento depende de autorização do Exército

“Ele (o tiro) para o agressor e não transfixa (atravessa), então não pega em inocente”,  disse o secretário de Segurança Urbana e coronel da PM, José Roberto Rodrigues de Oliveira. A gestão Doria (PSDB) deve pedir autorização ao Exército na próxima semana.

Os 6 mil guardas civis da cidade usam, atualmente, revólveres de calibre 38 ou pistolas 380, mas para o secretário, esses calibres não são mais adequados e a melhor arma é a de munição .40. A troca permite que a GCM receba armas doadas da PM.

A ideia de delegar armamento mais potente e ampliar a atividade dos GCMs divide opiniões pelo risco de que eles executem as mesmas funções da PM, mas o secretário relaciona essa preocupação apenas ao pequeno município. “Como a cidade é muito grande, você não tem essa relação aqui. A gente tem de entender que, infelizmente, tem bandido de sobra ainda”, ressaltou.

Entrevistado pela reportagem, o coronel reformado da PM e ex-secretário nacional de Segurança Pública, José Vicente Filho, defendeu a troca alegando que se a guarda já está armada é importante pensar na eficiência dela. “Não quer dizer que o GCM vai ficar mais militarizado, mais guerreiro, por causa disso”, acrescentou, reforçando que a mudança precisa ser acompanhada por treinamento.

O sociólogo e ex-secretário de Segurança Pública de Guarulhos, Guaracy Mingardi, considera que a mudança vai incitar o confronto e que a GCM deve atuar apenas em policiamentos mais leves para complementar. “A prioridade deveria ser de achar o nicho institucional da GCM e evitar que tenha finalidade igual à da PM”, explicou.

  • Veja também:

Compartilhe:

Publicidade
Publicidade

Você sabe o que é feminicídio?

O restaurante de comida havaiana do ex-masterchef Ravi

Conheça o lavandário de Cunha

ASMR: O fenômeno do "orgasmo mental"

Publicidade