Hollywood ‘condena’ Woody Allen após declaração de sua enteada

O tempo de abusos acabou em Hollywood!

Por: Redação
O cineasta Woody Allen

“Não há mais silêncio. Não há mais espera. Não há mais tolerância para discriminação, assédio ou abuso.” As afirmações fazem parte do manifesto do movimento Time’s Up, ou “o tempo acabou”.

Criado por mais de 300 atrizes, diretoras, escritoras, agentes e outras trabalhadoras do mundo do entretenimento de Hollywood, o manifesto se anuncia como uma iniciativa que vai lutar contra a “desigualdade sistêmica e a injustiça no local de trabalho”.

E parece estar fazendo efeito: dessa vez, Woody Allen está na mira!

Durante uma mesa redonda exibida pela rede CBS, Oprah Winfrey discutia as acusações de abusos sexuais envolvendo diversos nomes da indústria.

Foi quando ela questionou: “A época de Woody Allen já passou?”, recebendo de Natalie Portman a resposta: “Eu acredito em você, Dylan”, em referência ao fato da filha adotiva do cineasta, Dylan Farrow, ter afirmado que foi abusada sexualmente por ele – aos 7 anos.

As demais atrizes que estavam na mesa, Reese Witherspoon, Shonda Rhimes, Nina Shaw, America Ferrera e Tracey Ellis Ross, concordaram.

Além das atrizes presentes, outras personalidades também rasgaram o verbo contra o diretor:

Mira Sorvino revelou que sente muito ter trabalhado ao lado do outrora “bam bam bam” de Hollywood:”Não posso nem imaginar como você se sentiu durante todos estes anos enquanto via como todos elogiavam repetidamente aquele que você havia acusado por lhe machucar quando menina”;

Já Ellen Page disse que ter feito um filme dele foi o maior arrependimento de sua vida.

Para Evan Rachel Wood, as acusações contra o diretor são definitivas: “Trabalhei com ele anos antes de ler a carta de Dylan, não voltarei a fazê-lo”.

É o tempo do abuso acabou, mesmo! Finalmente!

Veja também: