Homem desabafa ao encontrar anta queimada no Pantanal e vídeo viraliza

Emocionado, o homem cobrou dos políticos uma atitude frente às queimadas que já duram mais de dois meses na região

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Um vídeo mostrando uma anta queimada e morta na região do Pantanal mato-grossense viralizou nas redes-sociais, nesta segunda-feira, 7 de setembro. Um homem, não identificado, se emociona e chora ao registrar a situação e cobra dos políticos brasileiros uma atitude.

anta queimada pantanal
Crédito: Reprodução/TwitterHomem desabafa ao encontrar anta queimada no Pantanal e vídeo viraliza

“Vocês não tiram a bunda da cadeira para fazer alguma coisa. Que nojo de vocês seus políticos”, diz o homem durante o vídeo.

O avanço do fogo no Centro-Oeste do Brasil está pondo em risco uma das biodiversidades mais ricas do planeta.

Equipes de policiais e bombeiros que atuam no combate aos incêndios relatam um sentimento de tristeza e até mesmo de impotência em alguns casos, pois os incêndios no Pantanal estão deixando marcas de destruição na floresta, no solo, na água, no ar e principalmente sequelas graves nos animais que vivem na região.

Segundo perícias realizadas elo Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman-MT), os incêndios que atingem a região do Pantanal mato-grossense há cerca de dois meses são provocados por pessoas.

A perícia analisou imagens de satélite para auxiliar na identificação da origem do incêndio. A plataforma permite o registro diário, assim como a identificação dos focos.

Os laudos foram encaminhados para a Delegacia de Meio Ambiente (Dema) para a abertura de inquérito e responsabilização dos infratores.

Se pego em flagrante, o infrator fé encaminhado para a delegacia para registro do Boletim de Ocorrência e pode ser preso. A penalidade varia de R$ 1 mil a R$ 7,5 mil por hectare, conforme decreto federal 6514/2008.

De acordo com dados da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), entres os meses de janeiro a setembro de 2020, mais de 5 mil focos de calor foram localizados em propriedades privadas, cerca de 3 mil em terras indígenas e 890 em unidades de conservação.

Dessa forma, a penalidade para quem pratica queimadas ilegais em Mato Grosso pode chegar a R$ 50 milhões em multa ambiental, com detenção um a quatro anos, em caso de dolo, e de no mínimo seis meses em caso de incêndio culposo, sem a intenção de provocar o fogo.

Mais de R$ 107 milhões em multas já foram aplicados por uso irregular do fogo. No total, o Estado aplicou R$ 805 milhões em multas por crimes ambientais, como queimadas e desmatamento ilegal.