Inquérito aponta que PM causou morte da menina Ágatha

Na ocasião, a morte da pequena Ágatha foi recebida com silêncio por Bolsonaro e Witzel

Por: Redação

Inquérito da Polícia Civil do Rio de Janeiro aponta que partiu da arma de um cabo da Polícia Militar o disparo que matou a Ágatha Vitória Sales Félix, 8 anos, no dia 20 de setembro.

Ágatha retornava para casa de Kombi com a mãe, no Morro da Fazendinha, no Complexo do Alemão, quando foi atingida.

De acordo com o jornal Extra, o documento aponta que houve um “erro de execução” na operação da polícia. “O objetivo não era atingir a criança, mas dar um ‘tiro de advertência’ para forçar a parada de dois homens que estavam em uma motocicleta.

ágatha félix
Crédito: Arquivo PessoalA morte da pequena Ágatha é recebida com silêncio por Bolsonaro e Witzel

Ainda segundo o inquérito, o PM estava sob forte tensão por causa da à morte de um colega e pode ter confundido uma peça de alumínio que um dos homens segurava com uma arma.

O laudo do Instituto de Criminalista Carlos Éboli apontou que um fragmento de projétil encontrado no corpo de Ágatha tinha ranhuras idênticas à do cano do fuzil usado pelo PM.

O Inquérito deve ser enviado nesta terça-feira, 19, à Justiça.

Ágatha estava no 3º ano do ensino fundamental em um colégio particular de Ramos e era tida como excelente aluna. Estudava também dança, perto de casa.

Compartilhe: