João Doria é condenado à suspensão de direitos políticos

Em nota, Doria afirmou que irá recorrer e está confiante que a decisão será revertida

Por: Redação | Comunicar erro
Crédito: Reprodução / Facebook João DoriaA decisão impôs a suspensão dos direitos políticos de Doria durante quatro anos

A Justiça de São Paulo condenou nesta sexta-feira, 24, o ex-prefeito da capital e candidato ao governo do estado, João Doria, por improbidade administrativa e impôs a suspensão dos direitos políticos do tucano durante quatro anos. A decisão foi da juíza Carolina Martins Cardoso, da 11ª Vara da Fazenda Pública.

O ex-prefeito foi denunciado pelo Ministério Público por suposta “promoção pessoal” com o uso do slogan “SP Cidade Linda” durante sua gestão na Prefeitura de São Paulo (2017-2018). Por ser de primeiro grau, cabe recurso. Ele só cumprirá pena após os recursos em segunda instância se esgotarem, caso a condenação seja mantida.

Em nota enviada ao Estadão, Doria afirmou que irá recorrer e está confiante que a decisão será revertida. “É importante ressaltar que uma ação popular anterior, com as mesmas alegações, foi analisada pela Justiça e não acatada. A publicidade do Programa Cidade Linda, portanto, foi considerada correta”, declarou.

A magistrada também determinou ao candidato a proibição de contratar com o poder público ou de receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios pelo prazo de três anos, além de cobrar a “devolução integral dos prejuízos causados ao erário público municipal” e uma “multa civil correspondente a 50 vezes o valor da sua remuneração à época dos fatos (R$ 24,1 mil)”.

Crédito: Reprodução / Facebook João DoriaO ex-prefeito foi denunciado por “promoção pessoal” com o slogan “SP Cidade Linda”

O tucano ainda foi condenado ao “pagamento de multa punitiva equivalente a dez salários mínimos pela prática de ato atentatório à dignidade da justiça”. A decisão se refere ao descumprimento da proibição de uso do slogan “SP Cidade Linda” em fevereiro deste ano.

O promotor de Justiça Wil son Tafner, da Promotoria do Patrimônio Público, propôs a ação de improbidade em janeiro deste ano. Segundo ele, Doria obteve vantagem indevida e enriquecimento ilícito, e causou dano ao gastar cerca de R$ 3,2 milhões do orçamento de publicidade da prefeitura para fazer “promoção pessoal” com o programa de zeladoria urbana “SP Cidade Linda”.

1 / 8
1
02:13
Entenda os desdobramentos do caso Tabata Amaral no PDT
O PDT suspendeu a deputada federal Tabata Amaral e outros sete parlamentares que votaram a favor da reforma da Previdência, …
2
02:03
Incêndio em estúdio de animação em Japão deixa dezenas de mortos
Dezenas de pessoas morreram durante um incêndio criminoso que tomou conta do estúdio de animação da Kyoto Animation, na cidade …
3
02:19
Barragem abandonada corre risco de rompimento no interior de SP
Uma matéria publicada pelo G1 alerta para o risco de rompimento da barragem de água em Iaras, no interior de …
4
02:30
O que significa a gargalhada de Caetano Veloso?
Um vídeo do cantor Caetano Veloso gargalhando está viralizando nas redes sociais. O motivo da piada é a entrevista que …
5
01:51
Site ‘Não me Perturbe’ permite bloquear ligações de telemarketing
A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) lançou o Não me Perturbe, site que permite bloquear ligações de telemarketing. O sistema …
6
02:10
Danilo Gentili faz a mais impactante piada sobre Eduardo Bolsonaro
Foi o ataque mais devastador à Jair Bolsonaro. Não apenas porque suas piadas sobre a indicação de Eduardo Bolsonaro viralizaram …
7
02:59
É exagero comparar Joel Santana com Eduardo Bolsonaro?
Você pode achar que o título desse vídeo é exagerado. Afinal, poucas coisas podem ser piores do que o inglês …
8
03:49
Curiosidades sobre os 50 anos da chegada do homem à lua
Há exatos 50 anos um grupo de astronautas americanos pousava na lua pela primeira vez. O momento foi um dos …