Jogador brasileiro Wendel é alvo de racismo na Rússia

O volante de 23 anos foi contratado junto ao Sporting, de Portugal, por ¢ 20,3 milhões (cerca de R$ 133 milhões).

O jogador brasileiro Wendel foi alvo de racismo após ser anunciado como reforço do Zenit. No anuncio feito pelo time russo no Twitter, torcedores fizeram comentários com ofensas racistas ao jogador, ex-Fluminense.

“Os jogadores de futebol brancos do planeta acabaram?”, escreveu um torcedor. “Não há preto nas cores do Zenit”, publicou outro.

Créditos: Reprodução/Twitter

O volante Wendel, 23 anos, foi contratado junto ao Sporting, de Portugal, por ¢ 20,3 milhões (cerca de R$ 133 milhões).

Essa não é a primeira vez que torcedores do Zenit têm atitudes racistas com jogadores brasileiros. No ano passado, o atacante Malcom, ex-Corinthians, sofreu insultos quando entrou em campo pela equipe de São Petersburgo.

Racismo é crime. Denuncie!

Episódios de racismo, infelizmente, ainda são muito comuns no Brasil. Uma forma de conter o avanço do racismo é sempre denunciar o agressor. Afinal, racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89.

A denúncia pode ser feita tanto pela internet, quanto em delegacias comuns e nas que prestam serviços direcionados a crimes raciais, como as Delegacias de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), que funcionam em São Paulo e no Rio de Janeiro. Saiba mais aqui.

Veja publicações com ofensas ao volante brasileiro Wendel:

“Não há preto nas cores do Zenit”:

Como ele passou na seleção Zenit?

Outro, bld. O quê, os jogadores de futebol brancos do planeta acabaram. Eu não quero assistir. Não gosto de estar doente. No que vocês transformaram o clube?

https://twitter.com/daariyskiy/status/1313451516171296769