Últimas notícias:

Loading...

Jogadora se recusa a homenagear Maradona e é ameada de morte

Paula Dapena, do Viajes Interrias FF, ficou sentada e de costas no minuto de silêncio ao astro argentino

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Em meio às homenagens ao craque argentino Diego Maradona, morto na semana passada aos 60 anos, uma cena chamou atenção ontem, 29, em uma partida de futebol na Espanha.

A jogadora Paula Dapena, do Viajes Interrias FF, se recusou a homenagear o astro argentino. No amistoso contra o Deportivo La Coruña, a atleta, de 24 anos, optou por ficar sentada durante o minuto de silêncio em homenagem a Maradona.

Maradona
Crédito: Reprodução/TwitterPaula Dapena ficou sentada e de costas no minuto de silêncio para Maradona

“As minhas colegas olharam para mim e riram, porque sabiam que não iria segui-las. Há quatro dias foi celebrado o Dia Internacional pela Eliminação contra as Mulheres e nenhum minuto de silêncio foi feito pelas vítimas. Que você queira observar um minuto de silêncio por um jogador que é conhecido por maltratar sua esposa, faça. Mas nos meus ideais feministas não poderia homenagear uma pessoa assim”, disse Paula em entrevista ao programa da La Hora de La 1, da TV Espanhola.

O protesto de Paula Dapena correu o mundo. A jogadora também uma série de críticas nas redes sociais e até ameaça de morte. “No clube, estão todos comigo. Eu recebi muito apoio nas redes sociais, mas também recebi ameaças de morte tanto eu quanto minhas companheiras de time”, disse

A atleta reconhece a importância de Maradona no futebol. “Por ser jogadora, tenho de ser a primeira pessoa com valores além das habilidades que ele tinha, que sabemos serem qualidades e dons espetaculares no futebol.