Jornalista denuncia violência policial contra manifestação pacífica de estudantes em SP

Manifestação pela CPI da Máfia das Merendas em SP foi reprimida com bombas de efeito moral na última quarta-feira, 6; secundaristas vão aos EUA denunciar violência policial

Por: Redação | Comunicar erro

Qual o peso e medida da polícia militar frente às manifestações populares ocorridas em São Paulo?

Na última quarta-feira, 6, uma gravação feita pelo jornalista Bruno Torturra denuncia a postura repressora de oficiais da Força Tática, equipe da Polícia Militar paulista, que ataca indiscriminadamente estudantes que pediam instalação de CPI referente ao desvio de verbas da merenda nas escolas da rede estadual de ensino.

Como resposta à legítima e pacífica manifestação, os secundaristas foram perseguidos e atacados com bombas de efeito moral e dispersados pela polícia. Em crítica à recorrente violência policial nas manifestações contra a gestão Alckmin, o jornalista chama atenção para o viés ideológico da PM nas ruas: “Para quem ainda tem alguma dúvida de que é a ideologia – e não a manutenção da ordem pública – que move as mãos, as bombas e a cabeça da Polícia Militar. Que age, concordemos ou não, em nosso nome”.

Estudantes vão aos Estados Unidos denunciar violência policial

Segundos informações da agência Democratize, três secundaristas representantes do Comando das Escolas em Luta participarão, nesta quinta-feira, 7, de audiência pública da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), em Washington, nos EUA, para denunciar a violência da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Na ocasião, os estudantes discutirão a truculência dos policiais, denúncias de agressões e arbitrariedades praticadas pelos agentes, durante as ocupações nas escolas.

Para realizar a viagem, os alunos lançaram uma campanha de financiamento coletivo e terão a companhia de uma mãe do Comitê de Mães e Pais em Luta, uma advogada e uma representante da ONG internacional Artigo 19. O dossiê levado à comissão reunirá depoimentos de alunos, pais, imagens, vídeos, links das redes sociais e mídia.

Os estudantes tem como objetivo pressionar o estado brasileiro a se posicionar diante da conduta das policiais e constante violação dos direitos humanos.

Compartilhe:

1 / 8
1
05:43
Entenda a proposta de Bolsonaro para a educação domiciliar
O presidente Jair Bolsonaro assinou o projeto de lei que pretende regulamentar a educação domiciliar no país. Se aprovada pelo …
2
36s
Conheça o Norbert o cãozinho que faz todo mundo sorrir
Ele tem 17 cm e pesa 1,5 kg de pura fofura.
3
02:19
Katie Bouman: a mulher responsável pela foto do buraco negro
A cientista da computação Katie Bouman mudou a história da ciência ao liderar a equipe de 200 pesquisadores que capturou …
4
05:10
Danilo Gentili é considerado culpado e pode ir preso
O apresentador Danilo Gentili foi condenado a seis meses e 28 dias de prisão por conta do caso envolvendo a …
5
02:29
Decisões de Bolsonaro podem colocar em risco a segurança pública
Gilberto Dimenstein comenta algumas das últimas decisões do governo. Os novos projetos e definições - nas áreas de trânsito e …
6
03:09
Quem é Abraham Weintraub, o novo ministro da Educação?
O presidente Jair Bolsonaro anunciou através de sua conta no Twitter o novo ministro da Educação. Agora, será a vez …
7
03:36
Colégio de elite suspende 30 alunos por bullying em São Paulo
O Colégio Santa Cruz, um dos mais tradicionais de São Paulo, registrou um caso grave de bullying. A situação teve …
8
01:36
9 gentilezas que vão mudar o seu dia
Algumas pequenas atitudes podem transformar o seu dia e quem você é. Aprenda a praticar o bem para que a …