CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Jornalistas se mobilizam para promover tuitaço contra assédio

Hashtag #MulheresJornalistasEmLuta será bombardeada no Twitter por um período de duas horas na próxima terça-feira, 10

Por: Redação
mulheres jornalistas
Crédito: Esther Vargas/Flickr (CC)O tuitaço foi organizado após ataques recentes contra mulheres jornalistas

O coletivo Jornalistas Contra o Assédio irá mobilizar um tuitaço na próxima terça-feira, 10, com o objetivo de alertar sobre os ataques e o assédio contra mulheres dentro da profissão e promover um ambiente seguro a elas. Entre 10h e 12h, a hashtag #MulheresJornalistasEmLuta será bombardeada no Twitter.

Para que o assunto chegue aos trending topics da rede social e chame atenção sobre os ataques que as repórteres vêm sofrendo, o grupo apela para que não somente as mulheres jornalistas e comunicadoras em geral usem a hashtag e se expressem sobre o tema, mas que também outras mulheres e homens, jornalistas ou não, reforcem o movimento.

“O ataque contra elas, como observado de maneira cada vez mais violenta nos últimos meses e endossado também por agentes públicos detentores de mandato, representa uma tentativa de silenciamento que não é prejudicial somente à liberdade de imprensa, garantida pela Constituição Brasileira, mas, sobretudo, para o direito de informação do cidadão”, alerta o coletivo.

As integrantes do Jornalistas Contra o Assédio esperam que o público abrace a causa, reforçando “as vozes que se tentam, dia após dia, ver silenciadas”. Para elas, essa é uma questão que trata sobre respeito e, por isso, deve independer de gênero.

Mobilização em abaixo-assinado

Além da ação nas redes sociais, o coletivo também se mobiliza por meio de um abaixo-assinado que cobra do Twitter responsabilidades contra a disseminação do discurso de ódio, difamação e calúnia que mulheres jornalistas vêm sofrendo na plataforma.

A petição acumulou 12 mil apoiadores em apenas três semanas. Nesta quarta-feira, 4, representantes do Twitter Brasil receberam o calhamaço de assinaturas. O abaixo-assinado segue aberto e coletando ainda mais apoios por meio da plataforma Change.org.

1
Como vai funcionar a renda básica emergencial de R$ 600?
Os trabalhadores de baixa renda sem carteira assinada vão poder contar com uma renda básica emergencial do governo para lidar …
2
Bolsonaro prefere ser ‘do contra’ e luta sozinho contra o isolamento social
O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), insiste em desafiar as recomendações do Ministério da Saúde e da Organização …
3
E se Bolsonaro foi contaminado com coronavírus?
O que não passava de pura especulação e teoria da conspiração tem ganhado ares de verdade com novos capítulos envolvendo …
4
Coronavírus: Câmara aprova auxílio de R$600 para pessoas de baixa renda
A Câmara dos Deputados aprovou na quinta-feira, 26, uma medida que prevê o pagamento de R$600 para trabalhadores de baixa …
5
Bolsonaro e o coronavírus: um presidente na contramão do mundo
O pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na noite de terça-feira, 24, pegou de surpresa integrantes do governo e …
6
Entenda a MP da Morte: da polêmica e revogação por Bolsonaro até o erro de redação de Guedes
Em apenas uma canetada o presidente Jair Bolsonaro autorizou empresas a suspenderem contratos com seus empregados por 4 meses, sem …
7
Coronavírus no RJ: a situação dos transportes e dos comércios
O Rio de Janeiro adotou medidas mais severas para conter o avanço do novo coronavírus. O governador do estado, Wilson …
8
Eduardo Bolsonaro cria crise diplomática ao culpar a China pelo coronavírus
O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) meteu o pé pelas mãos, botou a culpa do coronavírus totalmente na China e …