Últimas notícias:

Loading...

Jovens negros são arrastados por seguranças em shopping de Salvador

Nas redes sociais, internautas questionaram a conduta truculenta dos seguranças do Salvador Shopping

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Dois jovens negros foram arrastados e colocados para fora de um shopping em Salvador (BA). O caso de racismo ocorreu na noite de ontem, 28, no Salvador Shopping.

Toda a ação dos seguranças foi gravada por outros clientes e compartilhada nas redes sociais. As imagens são revoltantes. Nos vídeos, é possível ver os dois rapazes sendo arrastados e retirados à força pelos funcionários do estabelecimento. As informações são do jornal A Tarde.

Salvador Shopping
Crédito: Reprodução/InstagramDois jovens negros são arrastados por seguranças do Salvador Shopping

Os jovens tentam se desvencilhar, mas acabam sendo imobilizados e levados pelos seguranças. Não há informações sobre o que teria gerado a confusão.

Em nota enviada ao jornal baiano, a assessoria do Salvador Shopping diz lamentar profundamente o ocorrido, e afirmou que “a conduta dos colaboradores envolvidos está em desacordo com as orientações e treinamentos periodicamente ministrados à equipe”.

O estabelecimento diz ainda que “o caso está sendo apurado internamente para a individualização das responsabilidades e aplicação das sanções cabíveis. Um dos jovens foi conduzido para delegacia para apuração da ocorrência e o outro liberado pelas autoridades”.

“Queremos reiterar que, em momento algum, concordamos com o que acontece nas imagens. O centro de compras reforça que vem dialogando com todos os órgãos competentes sobre o tema”, completa a nota.

As cenas de brutalidade revoltaram os internautas, que cobraram explicações do shopping. “O segurança em questão arrastou o jovem pelo pescoço. Novamente: vai esperar o Salvador Shopping se tornar um Carrefour ou Extra!? Vocês querem ver o shopping de vocês pegar fogo, é isso?!”, disse um dos comentários.

Racismo é crime. Denuncie!

Episódios de racismo, infelizmente, ainda são muito comuns no Brasil. Uma forma de conter o avanço do racismo é sempre denunciar o agressor. Afinal, racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89.

A denúncia pode ser feita tanto pela internet, quanto em delegacias comuns e nas que prestam serviços direcionados a crimes raciais, como as Delegacias de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), que funcionam em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Saiba mais no link abaixo:

Compartilhe: