Mais de 400 médicos cubanos deixam a região metropolitana de SP

285 municípios ficarão sem nenhum médico na atenção básica: Rio Grande do Sul, São Paulo e Paraná são os mais afetados

Por: Redação | Comunicar erro

Nesta quinta-feira, 22, os primeiros médicos cubanos começaram a deixar o Brasil segundo nota divulgada pela Opas (Organização Pan-Americana da Saúde) da ONU (Organização das Nações Unidas).

Com a saída dos 8,3 mil médicos, muito se questiona a respeito do atendimento levado aos municípios mais distantes e socialmente vulneráveis do país. A exemplo da região metropolitana de São Paulo, onde 26 das 39 cidades abrigavam cerca de 400 profissionais.

Crédito: Lula Marques/Agência PTEstima-se que mais de 400 profissionais devem deixar a região metropolitana nos próximos meses – Foto: Lula Marques

De acordo com informações divulgadas pela coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, na última quarta-feira, 21, dos dez primeiros médicos brasileiros que se inscreveram na nova fase do programa cinco escolheram atuar em capitais e municípios de regiões metropolitanas. Entre os destinos escolhidos,  apenas um é considerado de extrema pobreza. Outro está em área vulnerável e um terceiro em uma cidade com até 50 mil habitantes.

Diante da consequente falta de médicos, sobretudo em regiões desfavorecidas, a Comissão de Saúde na Câmara Municipal de SP mapeará os municípios mais afetados com a saída de médicos cubanos da rede pública. Os reflexos já são sentidos nas Unidades Básicas de Saúde do Estado.

Cidades que mais perderam médicos cubanos na região metropolitana de São Paulo:

Capital: 72
Guarulhos: 28
Itapevi: 21
Itapecerica da Serra: 19
São Bernardo do Campo: 17
Embu-Guaçu: 15

285 municípios ficam sem nenhum médico na atenção básica: 

Um levantamento divulgado pelo Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems) aponta que pelo menos 285 cidades em 19 estados do Brasil devem ficar sem médicos dedicados à atenção básica em saúde na rede pública.

Segundo o levantamento, o Rio Grande do Sul é o estado com mais municípios afetados pela saída dos cubanos — ao todo 92. São Paulo, com 49, Paraná, com 27, e Minas Gerais, com 24, aparecem na sequência. Confira a lista divulgada pelo G1. 

Compartilhe:

1 / 8
1
04:14
Crise política no governo Bolsonaro freia economia
O crescimento econômico - uma das maiores promessas de campanha de Bolsonaro - não está acontecendo. A estagnação do mercado …
2
05:31
Conheça o mistério sobre o poder de Carlos Bolsonaro
Os ataques do vereador carioca Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) direcionados ao vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), ganharam mais um capítulo nesta quarta-feira, …
3
05:53
Síndrome de Bolsonaro explica embate com o vice-presidente
A batalha contra o vice Hamilton Mourão virou uma bomba para Jair Bolsonaro. Acabou em um desastrado vídeo postado no …
4
20:44
Manifesto pela cultura: a visão de Alê Youssef sobre São Paulo
"São Paulo é uma plataforma multicultural, é uma das capitais mundiais da cultura. No momento em que se ataca a …
5
07:26
STF e o limite da liberdade de expressão
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, anunciou em março a abertura de um inquérito para investigar casos …
6
01:03
Ex-presidente do Peru tenta suicídio após receber ordem de prisão
O ex-presidente do Peru Alan García morreu nesta quarta-feira,17, após atirar contra si mesmo em uma tentativa de suicídio em …
7
04:45
Famosos fazem desabafo sobre depressão
Recentemente, o humorista Whindersson Nunes publicou uma série de posts em sua rede social desabafando sobre um sentimento profundo de …
8
01:32
Quem disse que não dá para surfar na cidade?
A Surf House Brasil é o lugar perfeito para você quer aprender a surfar ou ficou com saudade de pegar …