Mais uma vez, casa sertaneja em SP é acusada de discriminar seus clientes

Por: Redação | Comunicar erro

A cena se repete. Mais uma vez, a casa de shows Villa Mix, na zona sul de São Paulo, está sendo acusada por ex-clientes que alegam ter sofrido discriminação no local. As denúncias motivaram internautas a criar um boicote ao estabelecimento.

Em denúncia compartilhada por Carol Marcelino no último final de semana, a jovem afirma que viveu uma situação lamentável ao lado de sua prima, que, segundo o Villa Mix, fugia do “padrão da casa”. Confira o texto publicado no Facebook na íntegra:

Não é a primeira vez que isso acontece. Em agosto do ano passado, foi criada uma página no Facebook para denunciar casos de discriminação racial e agressões físicas nesta que é uma das mais famosas casas sertanejas da cidade (relembre aqui).

Após a repercussão do caso, a empresa publicou uma nota na rede social alegando que “rejeita qualquer tipo de preconceito e descriminação”. Confira:

Esclarecemos que diante das acusações, a casa de shows Villa Mix é uma casa de entretenimento extremamente popular, a qual rejeita qualquer tipo de preconceito e descriminação. O valor moral e o respeito aos clientes são essenciais para alcançar uma história com mais de quatro anos de sucesso.

Vale lembrar que a casa noturna Villa Mix é pessoa jurídica idônea, geradora de empregos, cumpridora de suas obrigações e com o passado ilibado. E reiteramos, enfaticamente, nosso desacordo com qualquer tipo de discriminação e preconceito.

Estamos dando continuidade à apuração das alegações em questão.

Discriminação é crime

O artigo 140 do Código Penal prevê como crime de injúria – expressão dirigida por alguém a um terceiro que ofende a dignidade da vítima – a ofensa que consista na utilização de elementos referentes à cor, raça, etnia, religião ou origem.

A prática de atos discriminatórios também pode ser punida em outra esfera que não a criminal. A pessoa que pratica ato discriminatório pode ser condenada a pagar por danos, de natureza moral ou não àquele que foi discriminado.

Se você foi vítima de qualquer tipo de preconceito ou discriminação, é muito importante a denúncia. A queixa visa combater a prática desse crime, punir o agente e garantir o direito à igualdade.

Veja como proceder em casos de discriminação ou preconceito:

• Preserve todos os detalhes do caso – horário, data, local e situação. É importante apresentar testemunhas que comprovem a ocorrência do crime;

• Registre o ocorrido em qualquer delegacia de polícia ou, se preferir, em uma delegacia especializada para a obtenção de um boletim de ocorrência.

Compartilhe:

Tags: #denuncia
1 / 8
1
06:25
VazaJato: Moro chama integrantes do MBL de tontos e depois se desculpa
Em áudio publicado pelo perfil do Movimento Brasil Livre no Instagram o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, …
2
02:42
STF adia julgamento que pode tirar Lula da cadeia
O Supremo Tribunal Federal (STF) resolveu adiar o julgamento do pedido de liberdade do ex-presidente Lula, que estava previsto para …
3
02:20
Novas regras para o uso de patinetes elétricas em SP
A prefeitura de São Paulo definiu novas regras para o uso de patinetes elétricas compartilhadas na cidade. Entre as  determinações …
4
08:30
Intercept: os principais pontos do depoimento de Moro no Senado
O ministro da Justiça, Sergio Moro, prestou esclarecimentos em audiência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça do Senado) sobre …
5
04:04
E se Carlos Bolsonaro fosse gay?
O ex-deputado Jean Wyllys fez uma série de posts em sua rede social apontando que Carlos Bolsonaro, o filho 02 …
6
03:02
Empresas usaram disparos no WhatsApp durante eleição de Bolsonaro
Uma reportagem publicada pela Folha de S. Paulo mostra que empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para …
7
01:49
Senado diz não e derruba o decreto de armas de Bolsonaro
O Senado votou na terça-feira, 18, o parecer que pede pela suspensão dos decretos que flexibilizam o porte e a …
8
03:54
Bancada do PSL passa vergonha ao convocar e desconvocar Glen Greenwald
O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) apresentou na quarta-feira, dia 12, um requerimento na Comissão de Segurança Pública da Câmara …