Médico compara microcefalia no nordeste a eleitores do PT e gera revolta nas redes sociais

Com 1248 casos, microcefalia atingiu inúmeros estados da região nordeste

Por: Redação | Comunicar erro

No atual cenário político marcado por intolerância, desinformação e excessos, o preconceito volta a ganhar destaque nos noticiários de todo país. Uma postagem publicada em um grupo do Facebook, intitulado “Dignidade Médica”, comparou os casos de microcefalia no Nordeste a eleitores do Partido dos Trabalhadores, gerando indignação e revolta entre a categoria.

A doença, responsável pela má-formação do cérebro em fetos, transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti, atingiu o maior número de pessoas na região nordeste. Pernambuco registrou recorde de casos, com 646 atendimentos.

Reprodução
Grupo “Dignidade Médica” se apresenta como página exclusiva para médicos ou estudantes de medicina

Na postagem, o autor do conteúdo questiona a origem do vírus, ao relativizar sua causa à “adaptação da espécie”.”Cientificamente pode ser a comprovação de que votar no PT faz o cérebro involuir e diminuir de tamanho”, comenta.

Após a publicação, a estudante de medicina Izabella Navarro copiou a imagem e a divulgou abertamente na rede social, já que, até então, apenas participantes do grupo específico tinham acesso ao texto. No dia 23 de novembro, em sua conta pessoal no Facebook, a jovem questionou a postura do profissional e ainda revelou que opiniões hostis e, muitas vezes preconceituosas, são comuns entre os colegas de profissão.

“[Quem não entende porque questiono a profissão, são pessoas] Que nunca tiveram que ouvir médicos falando que o paciente não vai conseguir a cirurgia que precisa porque votou em determinado candidato, ou que se na próxima eleição votasse em tal partido, o ambulatório iria fechar. Nunca se sentiram impotentes vendo pacientes sendo coagidos por seus médicos”, escreveu.

Comunidade médica repudia episódio

Com a proporção do caso, a Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares manifestou seu descontentamento com a situação e classificou como absurdas as manifestações de preconceito nas redes sociais. “E se torna muito mais preocupantes vindas dos profissionais de saúde”.

“Manifestações como essa mostram que, muitas vezes, há um distanciamento do pensamento de um setor importante do país, que são os profissionais de saúde, com as necessidades concretas da nossa população”, explica o texto divulgado recentemente.

Compartilhe:

Tags: #pt
1 / 8
1
04:17
Estadão, Folha e O Globo apontam possível queda de Bolsonaro
Os jornais O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo e O Globo - de maior circulação no país - …
2
04:56
Maconha e nudez usadas no WhatsApp contra universidades
Entenda como o pensamento de Olavo de Carvalho, guru de Jair Bolsonaro, impactou e instaurou uma crise generalizada em uma …
3
03:22
Teoria da conspiração associa facada em Bolsonaro ao filho Carlos
Teorias conspiratórias são, por definição, baseadas na irrealidade. Em alguns casos, em loucura. Mas uma em especial tem ganhado destaque …
4
04:04
Justiça quebra sigilo bancário de Flávio Bolsonaro e Queiroz
As acusações envolvendo esquemas de corrupção no gabinete de Flávio Bolsonaro estão ganhando um novo capítulo. Pedra no sapato do …
5
02:52
Bolsonaro diz que vai indicar Sergio Moro para vaga no Supremo
O presidente Jair Bolsonaro se comprometeu em indicar o ministro Sergio Moro para uma vaga no Supremo Tribunal Federal. A …
6
03:41
Movimentos estudantis convocam ato contra os cortes na educação
Um ato marcado para esta quarta-feira, 15 de maio, promete mobilizar secundaristas, universitários, pós-graduandos, professores e outros profissionais contra os …
7
06:06
A construção do papel de mãe para quem opta pela adoção
O depoimento de Rosangela Ferreira faz parte do especial Mãe não é tudo igual, que destaca que cada maternidade tem …
8
06:33
O drama de retornar ao trabalho após a licença maternidade
O depoimento de Maria da Conceição faz parte do especial Mãe não é tudo igual, que destaca que cada maternidade …