Últimas notícias:

Loading...

Eita, Darwin! Médicos pegam Covid-19 em evento contra vacina

Evento realizado na Flórida reuniu defensores da ivermectina e de outros tratamentos alternativos

Por: Redação

Sete médicos antivacinas contraíram Covid-19 após se reunirem para evento na Flórida no qual foram discutidos tratamentos alternativos para a doença, além de debates contrários à vacina.

antivacina
Crédito: IStockEvento de médicos contrários à vacina de Covid-19 tem sete contaminados

“Estou tomando ivermectina há 16 meses, minha esposa e eu”, disse o Dr. Bruce Boros ao público no evento realizado no Centro Equestre Mundial na cidade de Ocala, acrescentando: “Nunca me senti tão saudável em minha vida”.

Não coincidentemente, o cardiologista de 71 anos e grande opositor da vacina, contraiu a Covid-19 dois dias depois e acabou desenvolvendo a forma grave da doença.

De acordo com o Daily Beast, seis outros médicos entre os cerca de 900 participantes do evento também testaram positivo ou desenvolveram sintomas de Covid-19 “poucos dias após a conferência”.

A ivermectina é um antiparasitário que tem uso em humanos, mas é predominantemente usado em vacas e cavalos. As autoridades afirmam que o medicamento não tem uso comprovado contra a Covid-19 e pode ser perigoso se ingerido em grandes quantidades.

A FDA (agência reguladora de saúde dos EUA) não autoriza ou aprova a ivermectina como um tratamento da Covid e chegou a fazer uma campanha, digamos, bastante objetiva em suas redes sociais:

“Você não é um cavalo. Você não é uma vaca. Sério, pessoal. Parem com isso”, alertou o órgão.

O médico Bruce Boros é um ferrenho defensor da ivermectina desde o início da pandemia. Em post antigo no Facebook, ele chamou o Dr. Anthony Fauci, o consultor médico chefe de Joe Biden, de “uma fraude” e disse que “a grande indústria farmacêutica está nos fazendo de tolos”.

Ele também já chegou a afirmar que deu ivermectina a um paciente gravemente doente de Covid-19 e que “em seis horas ele estava falando sem tossir”.

Já no evento antivacina, o médico fez críticas a seu próprio pai, um homem de 97 anos, por ter se vacinado contra Covid, dizendo: “Ele passou por uma lavagem cerebral … Ele conseguiu. Ele não me contou. Fiquei muito chateado. Eu queria dar uma surra nele. Ele recebeu as duas doses”, contou ao público.

Compartilhe:

Tags: #Saúde