Menina tem cabelos raspados por escola por causa de ‘higiene’

Por: Redação
Os cabelos da pequena Tru teriam sido raspados por motivos de “higiene”

A pequena Tru, de 7 anos, passou por uma experiência traumática na escola “Little Heroes Group Home” onde estudava em Massachusettes, nos Estados Unidos.

Ela teve os cabelos crespos raspados sem autorização ou permissão dos pais quando foi levada ao cabeleireiro por funcionários da escola onde passa parte do dia e recebe apoio de profissionais, já que sofre de dificuldades emocionais.

Segundo sua mãe, Denise Robinson, além de ser levada sem consentimento ao cabeleireiro, sua filha ainda ouviu dos funcionários do instituto que seu cabelos voltariam a crescer lisos.

Robinson disse ao jornal “The Sun” que a escola alegou que precisou cortar o cabelo da menina por questões higiênicas, mas a mãe diz não acreditar. “Não há motivos higiênicos para raspar a cabeça da minha filha. Não há piolhos, carrapatos ou cabelo rastafari. Os cabelos dela estavam em dois rabos de cavalo no sábado, estavam presos, não tinha nada errado”, relatou à publicação.

O advogado de Robinson alegou que achou bastante estranho o fato dos funcionários terem falado que os fios do cabelo de Tru nasceriam lisos após serem raspados. Já Denise acredita que a filha sofreu uma violência. “Eu estou muito chateada. E eu não vou deixar de ficar chateada porque eu sinto que a minha filha foi atacada e violada”, afirmou ela.

Denise tirou a filha da instituição e agora pretende processar a escola. Em comunicado, a “Little Heroes Group Home” reforçou que a medida foi baseada em uma questão de higiene.  “O programa emprega uma equipe diversificada que está atenta às necessidades de todas as crianças. As decisões relativas à higiene são baseadas em diversos fatores”, declararam.

  • Leia mais:

Compartilhe: