Publicidade

Informar

Ministra pede salário de R$ 61 mil e cita escravidão no Brasil

Por: Redação | Comunicar erro
...
Publicidade

A ministra dos Direitos Humanos Luislinda Valois pediu ao governo para para acumular salário integral da atual função com a aposentadoria.  O total de ambas funções somaria o valor de R$ 61 mil. A ministra argumenta que trabalhar sem receber “se assemelha a trabalho escravo“.

Atualmente, ministra recebe cerca de R$ 30 mil

Trechos do documento de 207 páginas enviado por Valois à Casa Civil foram publicados nesta quinta-feira, 2,  pelo jornal “O Estado de S.Paulo”.

Hoje Valois recebe por mês R$ 30.400 pela aposentadoria de desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia. Já ministra, ela recebe R$ 3.300. O máximo das duas remunerações não pode ultrapassar R$ 33.700, que é o teto do funcionalismo público.

Compartilhe:

Publicidade
Publicidade

Museu de Anatomia Humana da USP exibe peças que ensina como o seu corpo funciona

Cereja Flor: O lugar das taças de sorvetes gigantes em São Paulo

Fondue taiwanês é a próxima delícia que você tem de provar

Médica tira dúvidas sobre anticoncepcional

Refugiados se tornaram microempreendedores em um lava-rápido em São Paulo

Publicidade