Moro quer destruir mensagens hackeadas; ministros do STF reagem

Ministro da Justiça alega que conteúdo obtido ilegalmente não tem utilidade jurídica

Ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) reagiram com perplexidade a intenção do ministro Sergio Moro (Justiça) de destruir as mensagens apreendidas com “hackers” na última terça-feira, 23.

Ministro Sergio Moro quer destruir mensagens apreendidas com hackers
Créditos: Agência Brasil
Ministro Sergio Moro quer destruir mensagens apreendidas com hackers

O ministro Marco Aurélio Mello foi o primeiro a se manifestar, afirmando que apenas o Judiciário tem esse poder. As informações são da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

Outros magistrados vão além, destacando que somente o Supremo poderia analisar a eventual destruição de mensagens que envolvem autoridades com foro privilegiado —como o presidente Jair Bolsonaro e o próprio Moro.

Para Sergio Moro, as mensagens obtidas pelo hackeamento não teriam utilidade jurídica e, além disso, o mero exame dos conteúdos significaria uma nova violação da privacidade das vítimas.