Mulheres do rap no CCBB BH: conheça Tássia Reis e Flora Matos

Por: Redação

“Tomar de assalto” é uma gíria comum na periferia, mas a gente poderia usar em qualquer lugar, ou melhor falando de rappers que chegaram com tudo na cena do rap nacional, que sempre foi bem machista e por muito tempo deixou mulheres de lado. Se tem duas minas que você precisa conhecer quando o assunto é rimar, elas são: Tássia Reis e Flora Matos.

Outras mulheres assumiram os mics anteriormente, como Dina Di, Negra Li e outras. Além delas, nós poderíamos ficar aqui falando de várias outras que estão na cena, Amanda Negrasim, Preta – Rara, Luana Hansen, Lurdes da Luz, Yzalú, Issa Paz, Stefanie MC, Dory de Oliveira e Sara Donato.

Tássia Reis, aos 27 anos, carrega consigo um poder incrível: a voz que fala de feminismo, machismo, amor, racismo e o genocídio da juventude negra por onde passa. A ligação da cantora com estilo musical vem desde quando ela dançava street dance, no Vale do Paraíba, em Jacareí. Suas referências passam pelo R&B, jazz, rap, hip hop e reggae.

Crédito: Marcos FeittosaTássia Reis sobe ao palco do CCBB BH e apresenta o disco “Outra Esfera”.

O primeiro EP tinha sete músicas e foi lançado em 2014, quando a rapper ainda ensaiava os grandes passos da carreira, de quem já sabia que ganharia atenção por onde passasse. A cantora é formada em moda e logo após a graduação dedicou-se a produção dos sons com o apoio das amigas.

Recentemente a artista participou de uma campanha com uma grande marca de cosméticos e colocou o rosto em várias revistas, que chegaram em lugares periféricos, distantes e para homens e mulheres que identificam-se com ela. Lacrou!

O palco ela conhece desde os 4 anos e com o passar dos anos, Flora Matos, levou a sério sua profissão. Dizer que ela ganhou destaque no cenário do rap é tão verdade que a cantora foi vista até pelos gringos. Em 2008, a MC fez uma turnê pela Europa e visitou oito cidades.

Não é só a voz que faz dela uma personalidade.  Sua identidade e simplicidade também conquista qualquer um. A brasiliense, recebeu em 2008, o prêmio de melhor cantora do ano na cidade natal. Em 2001 foi indicada ao prêmio VMB, na categoria Aposta MTV. No Facebook, Flora já superou os 500 mil fãs, e tende a conquistar mais, com certeza.

O Festival Sai da Rede reuniu as duas rappers em apresentações no Centro Cultural Banco do Brasil de Belo Horizonte, além de muitas outras atrações que acontecem de hoje até domingo (dia 2/4) sempre às 20h30. A proposta é dar visibilidade aos cantores que bombam na web e merecem destaque nos palcos.

Para mais informações, acesse: http://culturabancodobrasil.com.br/portal/sai-da-rede-o-som-que-vem-da-web/