Novo advogado revela que Fabrício Queiroz tem medo de morrer

Emílio Catta Preta é o advogado que defendeu o ex-capitão do Bope, Adriano Nóbrega, que chefiava a milícia chamada "Escritório do Crime"

Por: Redação

O novo advogado de Fabrício Queiroz, preso nesta quinta-feira, 18, Emílio Catta Preta, revelou que o ex-assessor de Flávio Bolsonaro teme a morte. A declaração foi dada para jornalistas durante coletiva de imprensa na porta do Presídio de Benfica, na Zona Norte do Rio de Janeiro, para onde Queiroz foi levado depois de ter sido preso em São Paulo.

advogado queiroz morte
Crédito: Reprodução/GloboNewsNovo advogado revela que Fabrício Queiroz tem medo de morrer

“Ele teme pela vida dele. Ele me comentou que desde que o caso veio a tona, ele já recebeu ameaças . Ele se sente ameaçado, se sente de alguma forma constrangido”, afirmou Catta Preta.

Queiroz foi preso em um imóvel de Frederick Wasseff, advogado de Flávio Bolsonaro e do próprio Jair Bolsonaro, a partir de mandados de busca e apreensão expedidos pela justiça do Rio de Janeiro, num desdobramento da investigação do esquema de corrupção.

Emílio Catta Preta é o advogado que defendeu o ex-capitão do Bope, Adriano Nóbrega, que chefiava a milícia chamada “Escritório do Crime” – investigada na morte de Marielle Franco e Anderson Gomes – e foi morto pela polícia na Bahia.

Fabrício Queiroz, amigo do ex-capitão Adriano, também está envolvido nas ligações entre a família Bolsonaro e milícias do Rio.

Adriano Nóbrega foi homenageado por Flávio Bolsonaro com a Medalha Tiradentes, maior honraria prestada pela Assembleia Legislativa do Rio, quando ele se encontrava preso em 2005. Sua mãe, Raimunda Veras Magalhães, e a mulher, Danielle Nóbrega, eram lotadas no gabinete do então deputado. Ambas aparecem nas investigações das rachadinhas envolvendo o senador Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz, preso nesta quinta-feira.