Últimas notícias:

Loading...

ON_OFF – Experiências em Live Image

Ryoji Ikeda vem ao Brasil pela primeira vez e apresenta duas obras; outros trabalhos inéditos são as performances do brasileiro Lucas Bambozzi, que pede a participação do púbico com a luz dos diplays de seus celulares, e do coletivo brasileiro Laborg

Por: Redação
Evento tem entrada Catraca Livre

De 17 a 19 e de 21 a 25 de julho, sempre às 20h, o Itaú Cultural apresenta a quinta edição do ON_OFF – Experiências em Live Image, com a exibição de sete obras de artistas brasileiros, japoneses e ingleses que operam em tempo real música e imagens projetadas nas paredes do palco do instituto.

O evento integra a programação da exposição GamePlay, em cartaz no instituto desde o início do mês de julho.

Formas geométricas, orgânicas, desenhadas à mão ou captadas por câmeras digitais são manipuladas com o som em tempo real e criam atmosferas audiovisuais exclusivas. Os trabalhos são assinados por artistas que são referência no gênero: o japonês Ryoji Ikeda, em sua primeira visita ao Brasil, o coletivo inglês D-Fuse e os brasileiros VJ 1mpar, Lucas Bambozzi e coletivo Laborg – estes dois trazem trabalhos inéditos. Além disso, D-Fuse, Laborg e Bambozzi ministram workshops abertos ao público, em que contam mais detalhes sobre suas trajetórias, estilos e referências, além de mostrar técnicas e equipamentos em simulações das performances ao vivo.

Urbanidade, obsolescência e experiências sensorias

O coletivo brasileiro Laborg trabalha com substâncias comuns como água, óleo e pigmentos coloridos para criar atmosferas orgânicas. No dia 22, o grupo apresenta Umbra pela primeira vez ao público. Neste trabalho os artistas utilizam técnicas do teatro de sombras e trilha também inédita. Por meio da mixagem de imagens capturadas ao vivo, a obra cria cenários e pequenas histórias, com a proposta de uma experiência sensorial de contemplação e imersão.

No dia seguinte, 23, acontece a performance também inédita Da Obsolescência Programação, em 3 Atos, do paulista Lucas Bambozzi. Com a participação dos músicos Jarbas Jacome e Paulo Beto, a obra é exibida em três atos, e começa com Ilusão, em que o artista propõe ao público deixar seus aparelhos celulares ligados. No início da apresentação o artista convida as pessoas a mostrar os displays acesos virados para a parte de cima do teatro, onde uma câmera capta as luzes e as transmite para uma tela. A plateia, por sua vez, interage com o artista e sua criação à medida que movimenta os seus aparelhos e vai modificando a imagem exposta.

No segundo ato Bambozzi apresenta Organização e Consumo, na qual estabelece um diálogo progressivo entre as imagens projetadas nas telas brancas de fundo com outras exibidas numa tela preta frontal. Antes abstratas, em um determinado momento do espetáculo, as formas começam a traçar contornos mais explícitos. Em Determinação, terceira e última parte do espetáculo, é projetada a destruição, com um martelo, de produtos hoje obsoletos como fitas VHS, telefones com fio, cartuchos de impressora, entre outros. Para o artista, o som forte desse movimento provoca uma espécie de catarse coletiva dos espectadores, que consomem esses produtos tecnológicos de pouca durabilidade.

O coletivo inglês D-Fuse já tocou ao lado de músicos diferentes como o multi-instrumentista americano Beck e, na outra ponta, a Orquestra Sinfônica de Londres. O grupo utiliza tecnologia de ponta ao criar um trabalho multidimensioinal e multissensorial, com ênfase na relação entre som e imagem. Em São Paulo, no Itaú Cultural, eles apresentam, no dia 24, o espetáculo Latitude [31°10N/121°28E, inspirado na paisagem urbana e sonora das cidades chinesas Xangai, Cantão e Chungking. O cotidiano de sua população é retratado com uma multiplicidade de fragmentos de conversas, multidões, viagens, luzes, espaços abandonados e formas arquitetônicas. O grupo fecha o evento com Particle, no sábado, dia 25. É um trabalho voltado também à temática urbana, porém em um nível mais abstrato. O foco aqui cai em detalhes do tecido urbano, revelando uma trama de ritmos, padrões e texturas que existem em um espaço entre o real e o virtual.

Programação

Espetáculos
Sempre às 20h

Dia 17 de julho, sexta-feira (para convidados)
Datamatics [ver.2.0], com Ryoji Ikeda
Lançamento do catálogo On_OFF Experiências em Live Image

Dia 18 de julho, sábado
Datamatics [ver.2.0], com Ryoji Ikeda

Dia 19 de julho, domingo
test pattern [live set], com Ryoji Ikeda

Dia 21 de julho, terça-feira
Hol, com VJ 1mpar

Dia 22 de julho, quarta-feira
Umbra, com Laborg e participação de Fernando Bastos e Pedro Angeli

Dia 23, quinta-feira
Da Obsolescência Programada, em 3 Atos, com Lucas Bambozzi e participação de Jarbas Jacome e Paulo Beto

Dia 24, sexta-feira
Latitude [31°10N/121°28E], com D-Fuse

Dia 25, sábado
Particle, com D-Fuse

Workshops
Sempre das 14h às 18h

Dia 21 de julho, terça-feira
Workshop com Laborg (fechado para ONG´s)

Dia 22 de julho, quarta-feira
Com Lucas Bambozzi

Dia 23, quinta-feira
Com D-Fuse