CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Opinião: desmonte da rede secreta explica queda de Bolsonaro ?

Por: Gilberto Dimenstein

O maior segredo da campanha de Bolsonaro foi desvendado pelos jornais “O Estado de S. Paulo” e Folha: o esquema clandestino das redes sociais.
Será que essas descobertas já demonstram efeito nas eleições, com a queda nas pesquisas do deputado?
É difícil acreditar numa pesquisa Vox Populi em parceria com a CUT- soa mais com um material de campanha.
Por essa pesquisa divulgada hoje a diferença entre Bolsonaro e Haddad são de apenas 5 ponto – algo que ainda poderia ser revertido na reta final, levando em conta o número de indecisos ( 17%).
Segundo Vox Populi, Jair Bolsonaro e Fernando Haddad tem, respectivamente, 44% a 39%.
O Ibope já tinha indicado a redução da distância e revelado virada a cidade de São Paulo a favor de Haddad ( 51% a 49%)
Vamos saber, mais tarde, com a pesquisa Datafolha até que ponto o Vox Populi captou com precisão uma tendência.
Mas, aqui, surge uma especulação inevitável. Até que ponto o desmonte dos esquemas clandestinos nas redes sociais ligadas a Bolsonaro estariam influenciando a queda de Bolsonaro?
Sabemos todos que o deputado tinha um aparato poderoso, mas foi, em parte, abatido pela Folha que revelou o esquema usando WhatsApp, e pelo Estadão, que ajudou a tirar do ar um poderoso aparato no Facebook.
WhatsApp tirou do ar contas que espalhavam centenas de milhões de mensagens de a favor de Bolsonaro.
Facebook excluiu a maior rede a favor de Jair Bolsonaro (PSL) da rede social, formada por 68 páginas e 43 contas pessoais. A decisão não foi pautada no conteúdo que era disseminado, mas ao fato de os donos dessas páginas, controladas por um grupo chamado Raposo Fernandes Associados (RFA), terem violado as políticas de autenticidade e spam ao criar contas falsas e múltiplas contas com os mesmos nomes para administrar essa rede.
De acordo com matéria do Estadão, as 68 páginas, juntas, detinham mais alcance do que artistas e jogadores mundialmente reconhecidos, como Neymar e Anitta, por exemplo.
Se era verdade que essa esquema nas redes ajudou Bolsonaro, deve-se perguntar até que ponto seu enfraquecimento não o estaria tirando pontos nas pesquisas.

Por: Gilberto Dimenstein

Jornalista, educador e fundador da Catraca Livre.

1
‘Na Fila do SUS’ retrata o sucateamento da saúde pública em plena pandemia
 'Na Fila do SUS' é uma websérie em formato original com seis episódios que estreia disponível exclusivamente, na plataforma online …
2
Governo libera uso da cloroquina para pacientes em estado leve da covid-19; classe médica discorda
Após pressão do presidente Jair Bolsonaro, o Ministério da Saúde cedeu e ampliou o  protocolo para uso da cloroquina e …
3
Felipe Neto no Roda Vida: confira os principais momentos do programa
Convidado do Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira, 18, o youtuber Felipe Neto afirmou que faz um …
4
Flávio Bolsonaro rebate acusação feita por Paulo Marinho sobre o caso Queiroz
O senador Flávio Bolsonaro rebateu a acusação feita pelo empresário Paulo Marinho em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo …
5
Entenda os motivos do pedido de demissão do ministro da Saúde, Nelson Teich
Antes mesmo de completar um mês à frente do Ministério da Saúde, o ministro Nelson Teich pediu demissão do cargo …
6
Guia Negro Entrevista: O que é ser um corpo negro no mundo?
Neste décimo e último episódio da terceira temporada do Guia Negro Entrevista, o programa revisita seu passado para apresentar um …
7
Vídeo da reunião de Bolsonaro com Moro pode incriminar o presidente? Entenda
E não é que a exibição do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril citado pelo ex-ministro Sergio …
8
3 países que mostraram que é possível conter o coronavírus
Nova Zelândia, Alemanha e Taiwan. O que esses três locais têm em comum? Eles mostraram para o mundo que ações rápidas …