Após ser filmado beijando outro homem, PM é vítima de homofobia

Informar

Plantio de árvores quer zerar impactos de blocos de Carnaval

Serão plantadas 374 mudas na cidade de São Paulo

Por: Redação | Comunicar erro
Bloco de rua no Carnaval de São Paulo
Crédito: Marcos CredieBlocos de rua causam impactos ao meio ambiente

A plataforma de ativismo cultural Pipoca vai promover o plantio de árvores na cidade de São Paulo com o objetivo de zerar os impactos ambientais causados pelos blocos de Carnaval deste ano.

Os blocos de rua Frevo Mulher, Bicho Maluco Beleza, Monobloco, BaianaSystem e Orquestra Voadora tiveram seus impactos estimados com base no Protocolo GHG para o inventário das emissões e o restauro de mata nativa no bioma Mata Atlântica visando o sequestro de CO2.

A estimativa baseada nas informações, excluindo as emissões dos resíduos orgânicos gerados pelo público estimado, apontou para a necessidade de plantio de 374 árvores nativas. As árvores irão demandar um acompanhamento sensível durante o período de dois anos, chamado de “berçário”.

Os restauros serão feitos na região do Vale do Itajaí para resgatar a biodiversidade da Mata Atlântica na parte do estado de Santa Catarina, conhecida como Vale Europeu. A visitação do espaço será pública e as áreas restauradas inscritas no banco de recuperação de matas ciliares do estado, também de consulta irrestrita.

Crédito: Marcos Credie
Crédito: Marcos Credie
Crédito: Marcos Credie
Crédito: Marcos Credie
Crédito: Marcos Credie

Sobre o Cálculo

No cálculo, foi implantada uma metodologia proposta pelo GHG Protocol Brasil para elaborar o inventário de emissões de GEE (gases de efeito estufa) do projeto.

As emissões relativas ao uso de recursos naturais foram quantificadas pelo órgão máximo da ONU para assuntos relacionados às mudanças climáticas: a United Nations Framework Convention for ClimateChange (UNFCCC). Este protocolo é fruto de uma parceria entre empresas, ONGs e governos de diversos países, produzido pelo World ResourcesInstitute (WRI).

Em conjunto com o GHG Protocol, são utilizadas metodologias e fatores de emissão desenvolvidos pelo IPCC (2006 IPCC Guidelines for NationalGreenhouseGasInventories) e pelo Ministério de Ciências e Tecnologia (MCT). A metodologia é compatível com as normas ISO.

Para contabilizar a emissão final, foi feita uma análise de três escopos definidos na contabilização e publicação de emissões de GEE: Escopo 1 – emissões diretas de GEE (relativas a fontes que pertencem ao sistema em estudo); Escopo 2 – emissões indiretas, provindas de fontes externas como a geração de energia elétrica ou do processo de tratamento da água que abastece o sistema; Escopo 3 – outras emissões indiretas, causadas por atividades vinculadas ao sistema de estudo, mas provindas de fontes não controladas ou pertencentes a este.

Os cinco blocos desfilaram no dia 3 de fevereiro e levaram para as ruas: nos blocos Bicho Maluco Beleza e Frevo Mulher, 110.000 pessoas e 490 membros da produção; no Monobloco, 300.000 pessoas, 510 membros da produção e 140 componentes da bateria; na estreia do Baiana System, 80.000 pessoas, 140 membros da produção e 15 componentes da banda; e, no desfile da Orquestra Voadora, 20.000 pessoas, 180 membros da produção e 120 componentes da banda.

Glitter e purpurina ameaçam o meio ambiente, dizem especialistas

Compartilhe: