Polícia Civil investigará ameaças contra Leonardo Sakamoto

Acusado de ser dono das agências Lupa e Aos Fatos, jornalista recebeu ameaças de morte na internet e, recentemente, foi abordado por anônimos na rua

Por: Redação | Comunicar erro
Tags: #Fake News

As ameaças feitas contra o jornalista Leonardo Sakamoto serão investigadas pela Polícia Civil de São Paulo, após pedido realizado pelo Ministério Público Federal nesta quarta-feira, 11. A Procuradoria da República encaminhou um ofício à Polícia com cópia do depoimento de Sakamoto.

Isso porque, recentemente, o jornalista passou a receber ameaças na internet onde é acusado de ser proprietário das agências de checagens de notícias Lupa e Aos Fatos. Recentemente, as empresas foram contratadas pelo Facebook em uma campanha contra a disseminação de fake news na internet. Leonardo Sakamato, no entanto, não tem relação alguma com o boato.

Leonardo Sakamoto. Foto: divulgação
Leonardo Sakamoto é conselheiro do Fundo das Nações Unidas para Formas Contemporâneas de Escravidão

Com uma vasta carreira empenhada na defesa dos direitos humanos, Sakamoto é colunista do Uol, professor de jornalismo na PUC de São Paulo e diretor da ONG Repórter Brasil – cujo trabalho denuncia o trabalho escravo. É ainda conselheiro do Fundo das Nações Unidas para Formas Contemporâneas de Escravidão.

No depoimento, o jornalista alegou que, desde maio deste ano, quando surgiu a iniciativa do Facebook, seu nome passou a ser vinculado como “o responsável pela censura” na rede social. Entre os responsáveis por disseminar a falsa notícia aparece o nome do deputado federal Eduardo Bolsonaro(PSL-SP) e o procurador de Justiça do Rio Marcelo Rocha Monteiro.

Da internet para o mundo real 

Com a divulgação das fake news, Sakamoto passou a receber ameaças, inclusive de morte, nas mídias sociais. Recentemente, o jornalista  foi abordado na rua duas vezes por desconhecidos que o questionaram sobre a “censura” – motivo que o fez procurar o Ministério Público Federal.

Entre as provas apresentadas por Sakamoto, destaca-se prints de algumas ameaças recebidas na internet, a exemplo de uma que dizia: “É só me dar uma arma que meto uma bala no meio da cara desse filho da puta!”. O jornalista acionou também sua advogada que está tomando providências no campo cível./Confira a matéria completa Estadão. 

Compartilhe:

1 / 8
1
00s
Quem foi Chico Mendes?
Chico Mendes nasceu em Xapuri, no Acre, em uma família de seringueiros, ofício que herdou de seu pai. Ao longo …
2
01:40
Desvio em fundos de incentivo para mulheres
O Supremo Tribunal Federal e Tribunal Superior Eleitoral determinaram que 30% dos fundos públicos de financiamiento de campanhas sejam destinados …
3
15:17
Sai Jean Wyllys, entra David Miranda
David Miranda, substituto de Jean Wyllys como deputado federal, é o convidado de estreia do programa Entrevista por Catraca Livre. …
4
01:37
Saiba o que muda com o novo decreto de posse de armas
Conforme prometido durante a campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que flexibiliza a posse de armas no Brasil. …
5
01:27
Rosa para meninas e azul para meninos?
Ao longo da história muita coisa mudou, inclusive a forma como meninos e meninas eram vestidos. No século XVIII, por …
6
01:38
O que é e o que faz o COAF?
O Conselho de Controle de Atividades Financeiras é um órgão de inteligência do governo federal, criado em 1998, para combater …
7
01:51
Brumadinho e a situação das barragens de rejeito no Brasil
De acordo com informações da Agência Nacional de Água (ANA), existem mais de 24 mil barragens no Brasil. Desse total, …
8
01:37
Saiba o que muda com o novo decreto de posse de armas
Conforme prometido durante a campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro assinou na manhã desta terça-feira, 15, o decreto que flexibiliza a …