CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Polícia mata cachorro em aeroporto e causa indignação na web

Por: Redação

Nesta quinta-feira, 16, um cão farejador de bombas foi morto por policiais no aeroporto de Auckland, na Nova Zelândia. O caso gerou comoção entre os internautas, que questionaram se essa era a solução para o problema.

O cão farejador, de 10 meses, detectava bombas no aeroporto

De acordo com o The Guardian, Grizz, de 10 meses, fugiu e invadiu pistas de voo por volta das 4h da manhã. O acidente atrasou 16 pousos e decolagens de voos internacionais e domésticos, já que os pilotos se recusaram a colocar a segurança dos passageiros em risco.

Durante três horas, os funcionários tentaram pegar o cachorro, mas sem sucesso. A polícia, então, recebeu a ordem para atirar no animal. Segundo a porta-voz do aeroporto de Auckland, Lisa Mulitalo, a equipe “fez tudo que pode” e estava “muito chateada” com a situação.

Inicialmente, o aeroporto tuítou que Grizz tinha sido pego, mas depois esclareceu que ele tinha sido executado.

A internet se indignou com o caso – e com razão. Os usuários publicaram comentários de revolta nas redes sociais como, por exemplo, “deixe seus cachorros em casa ou senão eles vão ser alvos dos idiotas do aeroporto de Auckland”.

A PETA, organização de defesa dos direitos dos animais, também se manifestou sobre a morte do cão em seu Facebook. “Você não merecia morrer, Grizz”, escreveu.

  • Este é só mais um caso que mostra como alguns animais sofrem nas mãos dos humanos. Veja aqui o que fazer em caso de maus-tratos contra animais. 
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.