Últimas notícias:

Loading...

Policial atira em mulher durante prisão do filho dela em MG

O projétil atingiu o intestino da vítima de 49 anos, que precisou ser operada

Por: Redação

As imagens de um policial militar atirando à queima roupa em uma mulher de 49 anos chocou moradores de Passos, no sul de Minas Gerais. O caso ocorreu no final de semana no momento em que o filho da vítima era preso.

O disparo atingiu a barriga da vítima, que precisou passar por cirurgia. As informações são do G1.

Crédito: Reprodução/EPTVPolicial militar atira à queima roupa em mulher durante prisão do filho dela em Passos (MG)

O vídeo mostra os policiais em frente à casa de filho de Célia de Jesus Gomes. O rapaz estava sendo detido suspeito pelo crime de extorsão mediante sequestro.

As imagens mostram Célia se aproximando do policial, que dispara contra ela. Na sequência, a mulher é amparada pelo marido.

Célia foi levada para o hospital pelos próprios policiais. Ela passou por cirurgia e o quadro de saúde dela é estável.

Saiba como denunciar violência policial

Destacamos diferentes ferramentas de denúncia contra a violência policial. Além da agressão física, configura-se também pela intimidação moral, no uso ilegal e ilegítimo da força ou da coação. Seja por meio de órgãos públicos ou plataformas digitais, confira dicas sobre como denunciar violência policial:

Disque 100

Canal de comunicação que possibilita conhecer e avaliar a dimensão da violência contra os direitos humanos e o sistema de proteção, bem como orientar a elaboração de políticas públicas.

Ouvidoria de PM

Recebe denúncias contra policiais militares e civis que, eventualmente, tenham cometido atos arbitrários ou ilegais; Faz a apuração das queixas. A denúncia pode ser feita anonimamente, por meio de carta e-mail ou telefone.

Em São Paulo, por exemplo, a denúncia pode ser feita até online.

Corregedoria das polícias Civil e Militar

Criado para apurar desvio de conduta policial, órgão pode instaurar inquérito policial quando o crime é cometido por agentes de segurança e, neste caso, encaminhado à justiça comum.

Ministério Publico – MP

Tem como função processar infratores e fiscalizar ações de órgãos públicos envolvidos em investigação criminal, como polícia e órgãos de perícia.

DefeZap

Desenvolvido em 2016 pelas organização Nossas, a plataforma tem como objetivo dar visibilidade à questão da segurança pública e defesa dos direitos humanos.

A plataforma recebe denúncias de violência policial, realiza apurações preliminares e encaminha casos aos órgãos competentes. Conheça a plataforma.