Presidente da OAB vai ao STF pedir esclarecimento a Bolsonaro

Felipe Santa Cruz quer que o presidente dê detalhes sobre a morte de seu pai

Felipe Santa Cruz, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), afirmou na última segunda-feira, 29, que vai acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir que Jair Bolsonaro conte o que ele sabe sobre a morte de seu pai, Fernando Santa Cruz.

Bolsonaro ataca presidente da OAB, que teve pai morto na ditadura

“Quero saber do presidente o que ele efetivamente sabe, se ele soube nos porões da ditadura, o que é muito grave, porque ele diz que soube à época quando era militar, então ele reconhece relação com os porões da ditadura. Vou ao Supremo Tribunal Federal pedir, interpelar o presidente para que ele esclareça isso”, declarou ao “G1”.

Para presidente da OAB, Bolsonaro é cruel e lhe falta empatia
Créditos: Reprodução/Instagram
Para presidente da OAB, Bolsonaro é cruel e lhe falta empatia

O assunto veio à tona depois que o presidente da república afirmou que o opositor do regime militar foi morto pela organização de esquerda Ação Popular do Rio de Janeiro, e não pelos militares. Contudo, a Comissão da Verdade alega que Santa Cruz foi morto por agentes da ditadura.

Anteriormente, Bolsonaro provocou o assunto ao dizer que, se o presidente da OAB quisesse saber como o pai morreu, ele contaria. “Nós temos todo respeito pela figura do presidente da República. Mas o presidente Jair Bolsonaro não agiu hoje como tal. Hoje ele agiu como amigo do porão da ditadura, agiu olhando o passado e dividindo a sociedade brasileira”, disse Felipe Santa Cruz.

“Não há qualquer dúvida. Meu pai era estudante de direito e morreu lutando pela democracia. O presidente mostra uma faceta muito preocupante do governante, que é a crueldade e a falta de empatia com o ser humano”, completou.