Informar

Primo de garoto morto revela que também já brincou de ‘desafio’

Por: Redação | Comunicar erro

Um primo do garoto Gustavo Riveiros Detter, de 13 anos, que morreu após um desafio que consistia ficar sem respirar por um período de tempo, fez uma postagem em uma rede social para alertar outros jovens sobre o perigo dessa prática. Gustavo teria aceitado do desafio após perder um jogo online. O familiar, inclusive, admitiu ter participado de brincadeiras parecidas. As informações são do G1.

Na postagem, o primo de Gustavo, que tem 25 anos, relatou já ter participado de brincadeiras semelhantes quando era adolescente e pediu para que as pessoas não repitam a atitude.

Facebook/reprodução
Primo postou depoimento na rede social

“Meu nome é X e venho dar um recado para a molecada de 09 a 17 anos que gostam de jogos online e que fazem brincadeiras de enforcamento quando perdem nesses jogos. Já fiz essas brincadeiras de mau gosto com vários amigos meus na rua. Com nossas próprias mãos apagávamos uns aos outros e voltávamos à realidade e por sorte, ressalto, muita sorte, nenhum de meus amigos morreram, ou tiveram sequelas. Venho aqui para dar um alerta para que não brinquem dessa forma, porque meu primo de 13 anos foi vítima dessa fatalidade e a família inteira encontra-se em grande estado de choque. Peço que tenham consciência do que está ocorrendo e vão brincar de outras coisas que liberem a adrenalina de vocês. Existem outras milhares de brincadeiras saudáveis que não causam danos e muito menos a morte como por exemplo surfar, andar de skate, esportes competitivos, entre outros. Pensem nas suas famílias e nas pessoas que fazem tudo por vocês. Por causa de uma idiotice como essa, vocês podem acabar com a sua vida e com a vida das pessoas que estão próximas a vocês”.

Compartilhe: