Projeto busca manter oficinas de balé e percussão em favela no RJ

Por falta de verba, 300 crianças poderão ficar sem as aulas gratuitas em Vigário Geral, zona norte da cidade

Por: Redação Comunicar erro
crianças
Crédito: Reprodução / AfroReggaeA iniciativa atende cerca de 300 crianças a partir dos 6 anos

O grupo cultural AfroReggae precisa de você! Por falta de verba, 300 crianças poderão ficar sem as oficinas comunitárias de balé e percussão na favela de Vigário Geral, zona norte do Rio de Janeiro. Para que isso não aconteça, o projeto criou uma campanha de financiamento coletivo. Veja como ajudar neste link.

A vaquinha virtual pretende arrecadar dinheiro suficiente para que as oficinas artísticas continuem suas atividades pelos próximos quatro meses. No total, o valor necessário é de R$ 56 mil.

O projeto vai custear despesas mensais de contas de luz, água, internet, alimentação e materiais de limpeza, além de itens básicos para as oficinas de balé e percussão, recursos humanos e logística.

As oficinas do AfroReggae potencializam as oportunidades profissionais e acolhem famílias e crianças em situação de risco, trabalhando a autoestima e a cidadania. Atualmente, a iniciativa atende crianças a partir dos 6 anos.

AfroReggae

O Grupo Cultural AfroReggae nasceu com o objetivo de transformar a realidade de jovens moradores de favela por meio da arte, cultura e educação. Fundada no dia 21 de janeiro de 1993, no Rio de Janeiro, a instituição surgiu da união de pessoas simples com grandes sonhos.

Tudo começou com um jornal criado pelo projeto. O AfroReggae Notícias, publicação distribuída gratuitamente, estampava em suas páginas cultura negra e o cotidiano da favela para dar voz àqueles silenciados pela sociedade. Logo, mais pessoas passaram a debater aquelas pautas e foi assim que surgiu o AfroReggae.

Em agosto do mesmo ano, uma chacina tirou a vida de 21 inocentes em Vigário Geral, zona norte do Rio de Janeiro. Um mês depois, os produtores do AfroReggae Notícias decidiram fazer sua parte para construir vínculos na cidade partida. Assim, eles levaram para oficinas de percussão, capoeira, reciclagem de lixo e dança afro.

Além da sede na Lapa, próximo ao centro da cidade, o grupo tem um escritório de representação em São Paulo e mantém quatro espaços culturais em Vigário Geral, Parada de Lucas, Cantagalo e Caju para oferecer cursos de música, dança e teatro para todas as idades.

Compartilhe:

1
04:12
Entenda a maior treta de Bolsonaro com o PSL
O líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (PSL-GO), afirmou, nesta quinta-feira, 17, que vai “implodir o presidente”Jair Bolsonaro. A …
2
08:00
Lava Jato usou denúncia contra Lula para abafar crise de Janot e Temer
A matéria mais recente da Vaza Jato publicada pelo site The Intercept Brasil mostra diálogos entre os procuradores da força-tarefa …
3
04:04
O que se sabe sobre as manchas de óleo no litoral do Nordeste
Nos últimos dias de agosto, manchas de óleo começaram a aparecer em praias do litoral do Nordeste. O problema começou …
4
03:39
Bolsonaro nega envolvimento no caso das candidaturas laranjas do PSL
Durante um de seus encontros recentes com a imprensa, o presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que não tem nenhuma …
5
02:55
STF quer verificar a veracidade dos diálogos entre procuradores e Moro
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, quer verificar a autenticidade das conversas trocadas entre procuradores da Lava …
6
05:39
Por que o STF e a Operação Lava Jato estão em clima de guerra?
A tensão existente entre a Operação Lava Jato e o Supremo Tribunal Federal (STF) não é nenhuma novidade. O problema …
7
03:56
A verdadeira face de Ysani Kalapalo
A presença da jovem indígena Ysani Kalapalo na comitiva do presidente Jair Bolsonaro à ONU, na semana passada, ainda causa …
8
06:40
Trump pode sofrer impeachment?
A abertura de um processo de impeachment contra o presidente norte-americano, Donald Trump, se tornou um dos assuntos mais comentados …