Projeto incentiva leitura nos vagões dos metrôs em São Paulo

Por: Redação | Comunicar erro

A maior parte das pessoas no vagão do trem ou metrô está mais interessada em falar com amigos no WhatsApp ou acessar as redes sociais. Mas, um novo projeto, chamado “Leitura do Vagão”, quer incentivar as pessoas em São Paulo a deixarem de lado o vício dos smartphones e lerem um livro no trajeto para o trabalho, casa ou faculdade.

Reprodução/Leitura no Vagão
O projeto foi criado pelo desenvolvedor de softwares Luís Fernando Tremonti

A iniciativa foi criada pelo desenvolvedor de softwares Luís Fernando Tremonti, de 26 anos, e funciona da seguinte maneira: um livro é deixado no banco para que um usuário distraído possa lê-lo durante seu percurso no metrô. Depois, essa pessoa tira uma selfie com o livro e usa a hashtag #leituranovagao para relatar curiosidades sobre a obra. Então, o livro é passado para frente para que outros possam ler.

O criador fez alguns panfletos para colocar dentro dos livros e explicar a iniciativa para outras pessoas participarem. O projeto tem uma página no Facebook e no Twitter, nas quais os responsáveis fazem sorteios de vale-livros de escritores independentes.

Reprodução/Leitura no Vagão
Panfleto colocado dentro dos livros nos vagões de metrô

Luís Fernando sai todos os dias da estação Barra Funda (Linha 3 – Vermelha) e vai até o Paraíso (Linha 1 – Azul), sempre levando um bom livro. O conceito criado por ele em São Paulo já existe fora do Brasil e é conhecido como “BookCrossing”.

Compartilhe: