Informar

Projeto quer criar centro de acolhida para LGBTs expulsos de casa

A Casa 1 vai funcionar como um espaço de cultura e acolhimento para LGBTs em São Paulo

O jornalista Iran Giusti, de 27 anos, abre as portas de seu apartamento desde 2015 para receber LGBTs (lésbicas, gays, bissexuais e trans) que foram expulsos de casa. Com a grande demanda de pedidos, ele resolveu expandir a ideia e criou o projeto Casa 1, um espaço de cultura e acolhimento que será localizado no centro de São Paulo.

O objetivo do local é funcionar como um centro de abrigo que vai proporcionar oportunidades de socialização para a vida das pessoas LGBTs, com palestras, cursos e workshops aos moradores e o público em geral. A Casa 1 também contará com o trabalho de voluntários para atender demandas específicas.

A Casa 1 foi idealizada pelo jornalista Iran Giusti
A Casa 1 foi idealizada pelo jornalista Iran Giusti

Para ser colocada em prática, a iniciativa precisa da colaboração do público. O jornalista lançou uma campanha de financiamento coletivo para pagar o valor do aluguel do imóvel pelo período de um ano. Caso essa primeira meta seja alcançada, o intuito é garantir o atendimento de oito moradores, em média.

De acordo com Iran, a casa terá uma gestão autossustentável, ou seja, as próprias atividades deverão custear a manutenção do imóvel. “A programação vai pagar uma parte das contas e a outra será financiada por meio de patrocínio, doações e até dos próprios moradores que tiverem condições”, afirma o criador do projeto em entrevista ao Catraca Livre.

Clique aqui e apoie a Casa 1!

O projeto busca apoio por meio de financiamento coletivo
O projeto busca apoio por meio de financiamento coletivo

Assista ao vídeo:

Compartilhe: