PSL expulsa deputado Alexandre Frota do partido

O parlamentar passou a criticar o PSL e integrantes da sigla, inclusive o presidente Jair Bolsonaro

Por: Redação
Crédito: Valter Campanato/Agência BrasilDeputado Alexandre Frota se absteve na análise da reforma da Previdência em segundo turno

O PSL decidiu nesta terça-feira, 13, por unanimidade, expulsar o deputado federal Alexandre Frota (SP) do partido — o mesmo do presidente Jair Bolsonaro. O anúncio foi feito pelo presidente da sigla, Luciano Bivar, após reunião em Brasília.

Aprovado por nove votos, o pedido de expulsão de Frota veio da deputada Carla Zambelli (PSL-SP). Ela disse recentemente que a situação do parlamentar no PSL era “insustentável”.

De acordo com Bivar, o deputado federal entrou em “desalinhamento” com o partido pelas ofensas que fez recentemente a integrantes do PSL.

A expulsão, no entanto, não trará como consequência a perda do mandato de Frota, pois ele poderá permanecer como deputado em outra sigla.

Críticas ao PSL e a Bolsonaro

O deputado federal passou a criticar publicamente o governo e o presidente, e ainda chegou a declarar que está decepcionado com Bolsonaro e sua falta de articulação com os parlamentares. Frota também fez críticas à nomeação de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos.

Além disso, o deputado federal, que era um dos principais articuladores do PSL na votação da reforma da Previdência, se absteve na análise da proposta em segundo turno, indo contra a orientação do partido. Sua decisão ocorreu, pois ele foi retirado da vice-liderança do PSL na Câmara e do comando de três diretórios municipais a pedido do presidente da República.

Compartilhe: