Publicidade

Informar

PT aciona TSE contra Globo, Huck e Faustão por abuso de poder

Por: Redação | Comunicar erro
...
Publicidade
Huck e Angélica participaram do programa no último domingo

A TV Globo e os apresentadores Luciano Huck e Faustão se tornaram alvo de um processo do PT no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta segunda-feira, dia 8, devido a um suposto crime eleitoral por abuso dos meios de comunicação e de poder econômico.

Embora tenha negado que vá disputar a presidência nas eleições deste ano, Huck participou do quadro “Divã” do “Domingão do Faustão” deste domingo, dia 7, ao lado da esposa Angélica. O objetivo da atração era responder a perguntas prosaicas de telespectadores, mas durante o programa os convidados falaram sobre política e futuro do Brasil.

Assinada pelos líderes do partido na Câmara, Paulo Pimenta (RS), e no Senado, Lindbergh Farias (RJ), a ação é decorrente do espaço dado pela emissora no Faustão para que o apresentador falasse sobre sua pretensão de disputar a Presidência da República em 2018.

  • Cotado inicialmente como alternativa à disputa presidencial, apresentador Luciano Huck chegou a ter aprovação de 60% em pesquisa. Saiba mais nesta matéria no Catraca Livre.

Os líderes do PT afirmam que “durante vários minutos em que o casal foi entrevistado e respondeu, em cadeia nacional, perguntas do apresentador Fausto Silva, da plateia e de populares nas ruas, o que se viu foi a demonização da atual política, dos políticos, dos pré-candidatos ao cargo presidencial e, de forma subliminar, a exaltação da pré-candidatura de Luciano Huck, como sendo algo de novo capaz de mudar a realidade vigente e trazer a ‘felicidade’ esperada pelo sofrido povo brasileiro”.

Pimenta e Lindbergh ainda declaram que a “Globo, de modo objetivo e direto passou a promover, desde logo, a pré-candidatura de seu funcionário Luciano Huck, utilizando-se de uma estrutura midiática que nenhum outro pré-candidato terá acesso, causando interferência antecipada na lisura e na igualdade da disputa presidencial que se avizinha”.

Na representação, eles pedem à Corregedoria-Geral Eleitoral que ocorra a aplicação das penalidades cabíveis, como a decretação de inelegibilidade de Huck ou a cassação do registro da respectiva candidatura, se for o caso. O apresentador não tem partido e nem pré-candidatura lançada.

  • Leia mais:

Compartilhe:

Publicidade
Publicidade

Museu de Anatomia Humana da USP exibe peças que ensina como o seu corpo funciona

Cereja Flor: O lugar das taças de sorvetes gigantes em São Paulo

Fondue taiwanês é a próxima delícia que você tem de provar

Médica tira dúvidas sobre anticoncepcional

Refugiados se tornaram microempreendedores em um lava-rápido em São Paulo

Publicidade