Últimas notícias:

Loading...

Racismo: Mulher chama empresária negra de ‘macaca’ e ‘diabo’

"Você é ser humano? Não parece", diz a mulher

Por: Redação

A empresária Fabiana Garcia Cunha da Silva, de 41 anos, e outras duas mulheres negras foram vítimas de racismo em uma agência bancária na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Ela filmou as ofensas e fez a denúncia. Maria Cristina Rodrigues dos Santos, de 53 anos, foi presa.

“Você é ser humano? Não parece”, diz. “É o diabo em figura de gente”. Ela ainda afirmou não conseguiu resolver o problema no banco por causa de uma “bruxaria” feita pelas mulheres negras.

Racismo: Mulher chama negra de 'macaca' e de 'diabo'
Crédito: ReproduçãoRacismo: Mulher chama negra de ‘macaca’ e de ‘diabo’

Abaixo, assista ao vídeo:

O Boletim de Ocorrência foi registrado na 16ª Delegacia de Polícia, na Barra da Tijuca.

Como denunciar racismo

Casos como esses estão longe de serem raros no Brasil. Para que eles diminuam, é fundamental que o criminoso seja denunciado, já que racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89. Muitas vezes não sabemos o que fazer diante de uma situação como essa, nem como denunciar, e o caso acaba passando batido.

Para começar, é preciso entender que a legislação define como crime a discriminação pela raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, prevendo punição de 1 a 5 anos de prisão e multa aos infratores.

A denúncia pode ser feita tanto pela internet, quanto em delegacias comuns e nas que prestam serviços direcionados a crimes raciais, como as Delegacias de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), que funcionam em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Compartilhe:

Tags: #Racismo