Responsável por ataques racistas a Ludmilla na web pode pegar 4 anos de prisão

Por: Redação | Comunicar erro

A Delegacia de Repressão a Crimes de Internet (DRCI) identificou o responsável pelos ataques racistas a cantora Ludmilla nas redes sociais. Identificado como Hélder Santos, 31 anos, morador de Rio de Janeiro e empresário, ele confessou o crime na manhã desta terça-feira (24).

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o delegado Alessandro Thiers vai indiciar o empresário por crime de injúria preconceituosa, com a pena aumentada devido ao crime ser cometido pela internet. Ele pode pegar pena de até quatro anos de prisão.

A cantora Ludmilla
A cantora Ludmilla

Thiers explicou que o acusado apresentou várias versões durante o depoimento. Ao ser questionado sobre os ataques racistas, ele explicou histórias diferentes sobre o ocorrido. “Primeiro, ele falou que roubaram o celular dele. Dissemos para ele que temos técnicos e que, se fosse mentira, íamos descobrir e seria pior. Hélder Santos disse que estava conversando com uma amiga e que roubaram o celular. Até a hora que confessou que publicou as mensagens”, afirmou o delegado.

No depoimento, Hélder afirmou estar arrependido dos ataques racista. Ele disse ainda que é fã da cantora e que faz musculação ouvindo a música de Ludmilla.

Entenda o caso

Na madrugada desta segunda-feira (23), a cantora Ludmilla usou seu Instagram para divulgar prints de um internauta que a chamou de “criola”, “nojenta” e “macaca”.

“Alguma autoridade pode me ajudar a identificar esse homem???? Não é a primeira vez que ele faz isso. Já até bloqueei ele, mas ele continua falando essas coisas em outros instas por aí que ódio, só quero a justiça mais nada mais. Nessa eu vou até o fim” escreveu a cantora.

Após o ocorrido, a cantora afirmou que registraria a ocorrência contra os comentários racistas.

Com informações do EGO

Compartilhe:

1 / 8
1
02:20
Novas regras para o uso de patinetes elétricas em SP
A prefeitura de São Paulo definiu novas regras para o uso de patinetes elétricas compartilhadas na cidade. Entre as  determinações …
2
08:30
Intercept: os principais pontos do depoimento de Moro no Senado
O ministro da Justiça, Sergio Moro, prestou esclarecimentos em audiência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça do Senado) sobre …
3
04:04
E se Carlos Bolsonaro fosse gay?
O ex-deputado Jean Wyllys fez uma série de posts em sua rede social apontando que Carlos Bolsonaro, o filho 02 …
4
03:02
Empresas usaram disparos no WhatsApp durante eleição de Bolsonaro
Uma reportagem publicada pela Folha de S. Paulo mostra que empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para …
5
01:49
Senado diz não e derruba o decreto de armas de Bolsonaro
O Senado votou na terça-feira, 18, o parecer que pede pela suspensão dos decretos que flexibilizam o porte e a …
6
03:54
Bancada do PSL passa vergonha ao convocar e desconvocar Glen Greenwald
O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) apresentou na quarta-feira, dia 12, um requerimento na Comissão de Segurança Pública da Câmara …
7
03:48
O melhor jornal do mundo faz a pior reportagem para Bolsonaro
Essa é a pior reportagem já publicada num jornal estrangeiro contra Jair Bolsonaro. Por dois motivos: saiu no mais importante …
8
03:47
A estranha conexão entre o caso Najila Trindade e Sérgio Moro
O jornalista Gilberto Dimenstein publicou em sua coluna no site Catraca Livre um texto em que conecta dois casos de …