CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Rodízio de veículo em SP volta a partir de 2ª e valerá em toda a cidade

Carros com placa final par só poderão circular nos dias pares e os com final ímpar somente nos dias ímpares

Por: Redação

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou nesta quinta-feira, 7, a volta do rodizio de veículos na cidade, só que mais restrito do que antes da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

A partir da próxima segunda-feira, 11, carros com placas de final par (0, 2, 4, 6, 8) só poderão rodar em dias pares e veículos com final ímpar (1, 2, 5, 7 e 9), nos dias ímpares.

Crédito: Reprodução/TV GloboPelo novo rodízio, carros com placa final par só poderão circular nos dias pares e os com final ímpar somente nos dias ímpares

O novo rodízio vale para toda a cidade, não apenas o centro expandido, durante 24 horas, inclusive sábados e domingos.

O motorista que descumprir o rodízio será multado em R$ 130,16, além da perda de quatro pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Segundo o prefeito Bruno Covas, a medida precisou ser tomada devido ao aumento de circulação de veículos na cidade nas últimas semanas.



“Essa é uma medida necessária para a gente evite ter que decretar o ‘lockdown’ na cidade de São Paulo”, disse Covas.

Isenções

Os profissionais de saúde e segurança poderão fazer um cadastro (isencao.covid19@prefeitura.sp.gov.br)para não serem submetidos ao rodízio. A medida também não afeta veículos que já eram liberados do rodízio convencional, como táxi, motos e caminhões de serviços essenciais.

A frota de ônibus será reforçada com mil veículos para absorver o aumento de demanda sobre o transporte público.

Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasilmedida também não afeta veículos que já eram liberados do rodízio convencional, como táxi, motos e caminhões de serviços essenciais

O número de mortes pela covid-19 na capital continua aumentando –até ontem eram 1.910, com 23.187 casos. A taxa de isolamento social na cidade, única forma de prevenção contra a doença, por outro lado, continua em queda, com 48% de adesão.

Durante a coletiva conjunta com o governador João Doria, o prefeito informou que a taxa de ocupação de leitos de UTI na cidade passa dos 80%.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.