Secretário do Governo defende corte de verba para ‘ONGs escusas’

Nabhan Garcia foi nomeado para o órgão responsável pela gestão das demarcações indígenas no novo governo.

Por: Redação | Comunicar erro

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o secretário especial de Regulação Fundiária do Ministério da Agricultura, o ruralista Nabhan Garcia, afirmou que medidas serão tomadas para corta verbas destinadas a “ONGs escusas”.

De acordo com o texto,o secretário de Governo não quis citar as organizações consideradas suspeitas, no entanto, direcionou seu discurso para a questão dos índios que, segundo ele,  “a vida inteira tiraram proveito” de convênios com órgãos públicos.

“O índio tem muitos problemas. O índio precisa ter um assistencialismo real. Não um assistencialismo de dinheiro que vai para ONG e ONG desaparece com esse dinheiro”, disse o pecuarista.

“Tem muita ONG que, se quiser sobreviver, vai ter que sobreviver como manda a lei, às custas próprias”, continuou. “Existe uma preocupação de algumas ONGs que estão reclamando… Não vejo um motivo. Talvez seja isso. Ora, já se diz: organização não governamental. Que sobreviva às custas próprias, não tirando dinheiro dos cofres públicos.”

o secretário Nabhan Garcia foi nomeado para o órgão responsável pela gestão das demarcações indígenas no novo governo.
Crédito: Tânia Rêgo/Agência BrasilO secretário Nabhan Garcia foi nomeado para o órgão responsável pela gestão das demarcações indígenas no novo governo.

Nabhan é subordinado à ministra Tereza Cristina, e foi indicado para o órgão responsável por cuidar das demarcações de terras indígenas e quilombolas – atribuição que antes estava sob os cuidados da Fundação Nacional do Índio (Funai). O decreto que determinou a transferência de função para a pasta da Agricultura, gerou polêmicas nos últimos dias, por um possível conflito de interesses.

Inclusive, a hashtag #VisibilidadeIndigena esteve em destaque Twitter, mostrando que a população tem colocado o assunto em debate.

A ministra da Agricultura, ressaltou que mudança é apenas uma “questão de organização” administrativa.  Políticas sociais para os indígenas serão tratadas pela Funai.

Ainda segundo a Folha de S.Paulo, o monitoramento e a coordenação de ONGs e de organismos internacionais será feito pela Secretaria de Governo, comandada pelo general Carlos Alberto dos Santos Cruz. Sobre a questão da corta de verba das instituições, ele disse que a intenção não é intervir nas entidades. “[O objetivo] é simplesmente de coordenação e de obter melhores resultados”.

Compartilhe:

1 / 8
1
11:47
Não é Não: tatuagens contra o assédio no Carnaval
Luka Campos, idealizadora da campanha Não é Não, foi a convidada pelo programa Entrevista por Catraca Livre desta semana para …
2
01:40
Desvio em fundos de incentivo para mulheres
O Supremo Tribunal Federal e Tribunal Superior Eleitoral determinaram que 30% dos fundos públicos de financiamiento de campanhas sejam destinados …
3
15:17
Sai Jean Wyllys, entra David Miranda
David Miranda, substituto de Jean Wyllys como deputado federal, é o convidado de estreia do programa Entrevista por Catraca Livre. …
4
01:37
Saiba o que muda com o novo decreto de posse de armas
Conforme prometido durante a campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que flexibiliza a posse de armas no Brasil. …
5
01:27
Rosa para meninas e azul para meninos?
Ao longo da história muita coisa mudou, inclusive a forma como meninos e meninas eram vestidos. No século XVIII, por …
6
01:38
O que é e o que faz o COAF?
O Conselho de Controle de Atividades Financeiras é um órgão de inteligência do governo federal, criado em 1998, para combater …
7
01:51
Brumadinho e a situação das barragens de rejeito no Brasil
De acordo com informações da Agência Nacional de Água (ANA), existem mais de 24 mil barragens no Brasil. Desse total, …
8
01:37
Saiba o que muda com o novo decreto de posse de armas
Conforme prometido durante a campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro assinou na manhã desta terça-feira, 15, o decreto que flexibiliza a …