Últimas notícias:

Loading...

Uber registra 6 mil denúncias de abuso sexual em 2 anos nos EUA

O número das denúncias cresceu no ano passado em relação a 2017: de 2.936 para 3.045

Por: Redação
pessoa pede uber
Crédito: Istock/MlennyAs agressões foram relatadas por usuários e motoristas do aplicativo

A Uber registrou cerca de seis mil casos de abuso sexual nos Estados Unidos entre 2017 e 2018, segundo relatório de segurança divulgado pela empresa nesta quinta-fera, 5. As agressões foram relatadas por usuários e motoristas do aplicativo, além de terceiros.

O número das denúncias cresceu no ano passado em relação a 2017: de 2.936 para 3.045. No entanto, neste mesmo período, a proporção em relação ao total de viagens caiu 16% no mesmo período. A companhia recebeu 464 denúncias de estupro e 587 tentativas de estupro. Já as demais agressões sexuais foram inseridas em categorias como beijos ou contato com partes íntimas (ou tentativa de).

De acordo com o documento, nestes dois anos, 19 pessoas foram mortas e 107 perderam a vida em acidentes de trânsito durante viagens da companhia. Este é o primeiro relatório sobre esse tipo de crime publicado pela Uber, que tem sofrido pressão de seus usuários vítimas de agressões.

Concorrente do Uber, a Lyft enfrenta uma série de processos por agressão sexual ou estupros que teriam sido cometidos em veículos registrados em sua plataforma.

Na última quarta-feira, 4, 20 mulheres apresentaram ações contra a Lyft em São Francisco. Em setembro, 14 vítimas já haviam denunciado a empresa. Os processos contra a Uber e a Lyft fizeram as duas companhias a anunciar medidas para melhorar a segurança dos passageiros.