Últimas notícias:

Loading...

Vaticano cogita ordenar sacerdotes casados na Amazônia

O documento é um preparatório para o Sínodo dos Bispos sobre a Amazônia, que acontecerá de 6 a 27 de outubro

Por: Redação

O Vaticano emitiu um documento que recomenda à Igreja Católica que considere ordenar homens mais velhos, casados e que tenham famílias constituídas, como padres em regiões remotas da Amazônia.

“Afirmando que o celibato é um presente para a Igreja, se pede que, nas zonas mais remotas da região, se estude a possibilidade de ordenação sacerdotal de idosos, preferivelmente indígenas, respeitados e aceitos por sua comunidade, ainda que já tenham uma família constituída e estável”, diz o documento.

Vaticano cogita sacerdotes casados na Amazônia

O documento é um preparatório para o Sínodo dos Bispos sobre a Amazônia, que acontecerá de 6 a 27 de outubro e discutirá a evangelização de povos nativos e a preservação da floresta.

De acordo com o G1, a medida se aplicaria àqueles que tiverem, de preferência, ascendência indígena.

O documento também pede que seja identificado algum tipo de ministério oficial que possa ser conferido às mulheres.

Atualmente homens casados podem exercer a função de diáconos — o diaconato é um dos ministérios da igreja.

Há cerca de dois anos, em entrevista ao jornal alemão “Die Zeit”, o papa Francisco disse que era preciso “refletir” sobre a possibilidade de ordenar os chamados “Viri probati”, expressão em latim para “homens provados” que se refere a homens maduros envolvidos na igreja e casados.

Compartilhe: