Últimas notícias:

Loading...

Weintraub xinga STF em vídeo de reunião citada por Moro: são 11 ‘fdps’

Planalto argumenta que o encontro tratou de "assuntos potencialmente sensíveis e reservados de Estado

Por: Redação

O vídeo que o Palácio do Planalto tenta barrar sua divulgação, traz um ataque do ministro da Educação, Abraham Weintraub aos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). Na gravação, ele diz que a Corte é composta por 11 “filhos da puta”. A informação é da coluna de Thaís Oyama, do UOL.

De acordo com a jornalista, esse é um dos motivos pelo qual a AGU (Advocacia-Geral da União) pede ao Supremo que apenas partes da gravação da reunião sejam entregues no inquérito aberto a partir das acusações do ex-ministro Sérgio Moro.

Crédito: Marcelo Camargo/Agência BrasilO ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirma que Sisu não foi suspenso

O Planalto argumenta que o encontro tratou de “assuntos potencialmente sensíveis e reservados de Estado, inclusive de relações exteriores”.

A gravação, segundo o ex-ministro da Justiça, traz a suposta ameaça do presidente de demiti-lo caso não concordasse com a substituição do delegado Maurício Valeixo do comando da PF.

A gravação, segundo autoridades presentes no encontro, também mostra uma reunião com muitos palavrões e menções a assuntos polêmicos, como os acordos com o Centrão e críticas à China.

O prazo para a AGU entregar o vídeo ao STF termina nesta sexta-feira, 8.

Ministro nega ofensas

Pelo Twitter, sem negar explicitamente que tenha xingado ministros do STF, Abraham Weintraub desafiou “apontarem um único palavrão que eu tenha proferido”.

“Há muito ‘jornalista’ dizendo que eu xinguei fulano, beltrano e siclano. Tenho muitas horas de entrevistas duras e inúmeros debates no Congresso (onde eu fui sim xingado). Desafio a apontarem um único palavrão que eu tenha proferido. Posso ser contundente, porém, sou bem educado.”

https://twitter.com/AbrahamWeint/status/1258786471588265984]

Compartilhe:

?>