WhatsApp admite envio ilegal de mensagens nas eleições 2018

As informações são da jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S.Paulo

Por: Redação
Bolsonaro durante desfila da Independência
Crédito: Alan Santos/PRPresidente Bolsonaro e a primeira-dama, Michele, durante desfile da Independência

Reportagem da jornalista Patrícia Campos Mello, na Folha de S.Paulo, publicada nesta terça-feira, 8, informou que o WhatsApp admitiu, pela primeira vez, que as eleições de 2018 no Brasil tiveram uso de envios massivos e ilegais de mensagens. O disparo foi feito por meio de sistemas automatizados contratados de empresas.

Em palestra no Festival Gabo, o gerente de políticas públicas e eleições globais do WhatsApp, Ben Supple, disse: “Na eleição brasileira do ano passado houve a atuação de empresas fornecedoras de envios massivos de mensagens, que violaram nossos termos de uso para atingir um grande número de pessoas”.

A Folha revelou, em reportagens publicadas desde outubro do ano passado, que, durante a campanha eleitoral, houve a contratação de empresas de marketing que faziam envios de mensagens políticas, usando CPFs de idosos e até mesmo contratando agências estrangeiras.

Segundo uma das reportagens, empresários apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PSL) bancaram o disparo de mensagens em massa contra seu adversário nas eleições, o petista Fernando Haddad.

O executivo do WhatsApp também condenou, no mesmo evento, os grupos públicos da plataforma acessados por meio de links que compartilham conteúdo político, em sua maioria relacionados ao governo Bolsonaro.

Questionado se o uso do WhatsApp por campanhas políticas violava as regras, ele afirmou: “Não viola desde que se respeitem todos os termos de uso [que vedam automação e envio massivo]. Todos estão sujeitos aos mesmos critérios, não importa se quem usa é um candidato à Presidência ou um camponês do interior da Índia.”

Leia a reportagem na íntegra.

1
A repercussão dos ataques machistas à jornalista Patrícia Campos Mello
No final da última semana, Hans River do Rio Nascimento foi chamado para prestar depoimento na CPMI das Fake News. …
2
Governo Bolsonaro libera pesca em áreas de conservação ambiental
Uma portaria do Instituto Chico Mendes (ICMBio), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, autorizou a pesca esportiva e amadora …
3
Chuva forte deixa São Paulo debaixo d’água
A chuva que começou ontem não deu sinal de trégua e fez São Paulo amanhecer debaixo d’água nesta segunda-feira, 10. …
4
Coronavírus: aviões da FAB vão retirar brasileiros de Wuhan, na China
Dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) decolaram nesta quarta-feira, 5, em direção a Wuhan, na China, para retirar os …
5
BBB20: Mulheres decidem o destino de Pétrix Barbosa
A união das mulheres  decidiu o destino de Pétrix não apenas no Big Brother Brasil 20, mas também fora da …
6
Damares Alves: abstinência sexual, protesto e contradição?
Por que este grupo de mulheres deu as costas para a ministra Damares Alves enquanto ela defendia sua política de …
7
Bolsonaro e a demissão do secretário que viajou com jato da FAB
O presidente Jair Bolsonaro anunciou em sua conta no Twitter que vai tornar sem efeito a nomeação de José Vicente …
8
Visibilidade trans: a história de Thais de Azevedo
O que é violência para você? Para Thais de Azevedo essa pergunta resume uma trajetória de vida. Como mulher trans, …