Apenas um fato prova que Bolsonaro persegue cursos de humanas

Por: Redação | Comunicar erro

Apenas um número mostra como o corte anunciado de recursos aos cursos de humanas – filosofia e ciências sociais – é apenas e tão-somente uma perseguição ideológica.
Basta ver quanto alunos estão matriculados nesses cursos em universidades federais.
Resposta: 1%.
Ou seja, ele vai cortar o que já não é nada.

O argumento oficial de Jair Bolsonaro e seu ministro da Educação, Abraham Weintraub, para cortar o dinheiro dos cursos de filosofia e sociologia são econômicos:

Esses cursos não geram “retorno imediato” como, por exemplo, engenharia ou medicina. Além disso, consomem dinheiro.

Talvez eles até acreditem nesses argumentos, embora seja uma visão tacanha sobre o que significa uma universidade.

Mas não explica a essência da questão.

A essência é simples – e tem a ver com o conceito de “marxismo cultural”.

Por esse conceito, a esquerda mundial tentaria poder através dos meios de comunicações, cultural e universidades.

E, na visão deles, a esquerda teria ainda mais força nos cursos de humanas.

Simples assim.

1 / 8
1
02:28
Bolsonaro deveria ser processado por homicídio culposo
Está repercutindo no país o desfecho da morte da modelo Caroline Bittencourt. O empresário Jorge Sestini, marido de Caroline, será indiciado …
2
03:57
Guru de Bolsonaro está nu
DIREÇÃO: Gilberto Dimenstein COMENTÁRIO: Gilberto Dimenstein CAPTAÇÃO: Daney Carvalho (DN|LC) EDIÇÃO: Daney Carvalho (DN|LC)
3
02:09
O PEIXE FEDEU PARA A FAMÍLIA BOLSONARO
4
07:22
Entenda o que é velha política
“Descomplicando” é um programa que discute as notícias e assuntos do momento, aprofundando e refletindo sobre seu significado e consequências …
5
03:32
MINISTRO DE BOLSONARO DEFENDE GUERRILHEIRA DILMA
6
04:47
TÁBATA DÁ UMA MARAVILHOSA LIÇÃO AO BRASIL DE BOLSONARO
7
03:27
Apropriação Cultural
Apropriação Cultural
8
03:50
DITADURA PROVOCA GUERRA NAS REDES