Atores da Globo se revoltam contra deboche a Fábio Assunção

Por: Gilberto Dimenstein | Comunicar erro

Muita gente faz piada.

Mas não percebe que, por trás do deboche sobre o alcoolismo do ator Fábio Assunção, existe um desrespeito não apenas ao ator –mas aos milhões de brasileiros que sofrem com essa doença.
Sim, é uma doença.
Não é um problema de caráter.
Mais: existe uma incompreensão sobre o que é alcoolismo.
Vários atores da Globo vieram em defensa de Fabio Assunção.
Marcelo Serrado, por exemplo:

“Além da figura pública, apresento a vocês um ser humano portador de uma doença chamada dependência química”.

Comentário da apresentadora Mariana Rio

“Respeito é o ato de não fazer aos outros o que jamais gostaríamos que fizessem com a gente. É dar espaço para que os outros expressem suas opiniões, sem discriminação ou punições… É não maltratar, humilhar ou espezinhar as pessoas, simplesmente porque nos consideramos certos ou melhores…’”.

Texto da Catraca Livre, escrito pela jornalista Marília Barbosa

A doença de Fábio Assunção virou alvo de piadas constantes no mês de janeiro de 2019 e, após o ator transformar toda a maldade em torno da repercussão em uma ação solidária, o público ficou durante semanas tecendo elogios ao artista.

Mas, ao que parece, o suposto apoio que os fãs estavam dando ao famoso tinha prazo de validade, pois as ofensas relacionadas à dependência química do ator voltaram com força total neste fim de semana, quando as comemorações do Carnaval ficaram mais intensas.

fabio assunção dependência química
Crédito: Reprodução/InstagramFábio Assunção virou piada entre os foliões por conta de sua dependência química

Diversos foliões continuam usando máscaras com o rosto de Assunção, fazendo claramente uma alusão do vício em bebida alcoólica do ator com as extravagâncias que os festeiros costumam fazer nesta época do ano.

Diante de tamanha falta de empatia, diversos artistas usaram o Instagram para se posicionar em defesa de Fábio. Marcelo Serrado puxou a fila e publicou uma foto do amigo com a seguinte legenda: “Além da figura pública, apresento a vocês um ser humano portador de uma doença chamada dependência química. Alguém faz piada com atores que têm câncer? Chega de rirmos da dor alheia e de fazermos piadas disso! Todo meu amor e torcida ao meu amigo querido”.

Paulo Vilhena, Klebber Toledo e Mariana Rios também se manifestaram. Confira a repercussão:

A comparação que o ator de “O Sétimo Guardião”, novela das 21h da Globo, usou para explicar o problema de Fábio Assunção não poderia ser mais didática. Quando a doença de alguém que está em evidência a coloca em uma posição jocosa, que causa constrangimento, as pessoas se sentem no direito de enfatizar ainda mais o escândalo.

No entanto, ninguém se dá conta de que dependência química pode matar, assim como qualquer outra doença física. Um exemplo ainda pior: você já viu alguém usando fantasia de câncer ou encorajando um doente a abandonar o tratamento? Fica aí a reflexão…

1 / 8
1
02:28
Bolsonaro deveria ser processado por homicídio culposo
Está repercutindo no país o desfecho da morte da modelo Caroline Bittencourt. O empresário Jorge Sestini, marido de Caroline, será indiciado …
2
03:57
Guru de Bolsonaro está nu
DIREÇÃO: Gilberto Dimenstein COMENTÁRIO: Gilberto Dimenstein CAPTAÇÃO: Daney Carvalho (DN|LC) EDIÇÃO: Daney Carvalho (DN|LC)
3
02:09
O PEIXE FEDEU PARA A FAMÍLIA BOLSONARO
4
07:22
Entenda o que é velha política
“Descomplicando” é um programa que discute as notícias e assuntos do momento, aprofundando e refletindo sobre seu significado e consequências …
5
03:32
MINISTRO DE BOLSONARO DEFENDE GUERRILHEIRA DILMA
6
04:47
TÁBATA DÁ UMA MARAVILHOSA LIÇÃO AO BRASIL DE BOLSONARO
7
03:27
Apropriação Cultural
Apropriação Cultural
8
03:50
DITADURA PROVOCA GUERRA NAS REDES