Brumadinho, Flamengo e Boate Kiss é o pior do que somos

Por: Gilberto Dimenstein | Comunicar erro

O Globo descobriu um detalhe em comum entre dois incêndios: CT do Flamengo e Boate Kiss.

Em 2013, incêndio da Boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, matou 242 pessoas; 700 ficaram feridos.

Detalhe: comum é poliuterano.

O tipo de material utilizado na construção do alojamento da divisão de base do Ninho do Urubu pode ter acelerado a propagação do incêndio que matou dez atletas e deixou outros três feridos na madrugada de sexta-feira. Os primeiros levantamentos da perícia revelaram que pelo menos um dos corpos carbonizados tinha odor forte de solvente que pode indicar a presença de material altamente inflamável no alojamento onde estavam os jovens. De acordo com o RJTV, fontes relataram que encontraram espuma no local do incêndio.

Segundo o site da empresa NHJ do Brasil, fabricante dos contêineres utilizados no CT, os módulos habitáveis são compostos por painéis termo-acústicos preenchidos com poliuretano (espuma) revestidos dos dois lados e chapas de aço formando um sanduíche.

O que há mesmo em comum entre essas tragédias – incluindo Brumadinho – é o “Brasil do Quero Que de Foda”.

Já sabemos que a tragédia de Brumadinho poderia ter sido evitada.

O Brasil da falta de responsabilidade.

Todos sabemos que, no Rio, o período da chuva é associado a tragédia.

Veja esse título da matéria do O Globo:

Verbas públicas para comunidades do Rio caem 69% entre 2013 e 2018

Editorial hoje da Folha sobre segurança das obras públicas,

Os dois episódios não deixam dúvidas sobre a situação crítica de estruturas do gênero na capital paulista, ameaçadas por problemas que deveriam ter sido verificados e corrigidos pelo poder público.

O lapso de manutenção mostrou-se patente em relatório elaborado por técnicos municipais, que apontaram “risco iminente de colapso” em seis edificações —entre as quais as pontes Cidade Jardim, Cidade Universitária e Eusébio Matoso, sobre o rio Pinheiros, atravessadas por até 10 mil veículos por hora no horário de pico.

Outros dez viadutos e pontes, além dos citados no documento, estariam em condições igualmente periclitantes e, segundo especialistas da prefeitura paulistana, precisam de vistoria urgente.

Após a divulgação do relatório, a Secretaria de Obras da gestão Bruno Covas (PSDB) procurou minimizar o caráter alarmante da situação, afirmando que a dimensão do risco seria ainda imprecisa.

Laudos individuais corroboram, contudo, o quadro de precariedade e abandono que ameaça a população.

Volto a repetir: o Brasil do jeitinho não tem jeito.

Compartilhe:

Autor: Gilberto Dimenstein

Jornalista, educador e fundador da Catraca Livre.

1 / 8
1
03:33
O desequilíbrio de Bolsonaro na demissão de Joaquim Levy
O economista Joaquim Levy deixou a presidência do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) neste domingo, 16. A …
2
02:28
Bolsonaro deveria ser processado por homicídio culposo
Está repercutindo no país o desfecho da morte da modelo Caroline Bittencourt. O empresário Jorge Sestini, marido de Caroline, será indiciado …
3
03:57
Guru de Bolsonaro está nu
DIREÇÃO: Gilberto Dimenstein COMENTÁRIO: Gilberto Dimenstein CAPTAÇÃO: Daney Carvalho (DN|LC) EDIÇÃO: Daney Carvalho (DN|LC)
4
02:09
O PEIXE FEDEU PARA A FAMÍLIA BOLSONARO
5
07:22
Entenda o que é velha política
“Descomplicando” é um programa que discute as notícias e assuntos do momento, aprofundando e refletindo sobre seu significado e consequências …
6
03:32
MINISTRO DE BOLSONARO DEFENDE GUERRILHEIRA DILMA
7
04:47
TÁBATA DÁ UMA MARAVILHOSA LIÇÃO AO BRASIL DE BOLSONARO
8
03:27
Apropriação Cultural
Apropriação Cultural