Marca de chinelos ajuda a preservar espécies em risco de extinção

Grife Havaianas estampa arara, onça e mico em modelos cujas vendas são revertidas em pesquisas científicas em prol desses animais

Por: Redação | Comunicar erro

Em geral são as mãos que plantam sementes e cuidam da terra. Mas a natureza também caminha por nossos pés, ainda que em imagens. Nesse sentido, o marketing relacionado à causa da sustentabilidade dá uma boa força. Como ao estampar espécies vulneráveis à extinção em modelos da marca de chinelos Havaianas.

Essa campanha foi selecionada pelo “Causando”, do projeto Mestres da Criatividade, da Catraca Livre – selecionamos as mais criativas publicidades com causa.

A marca de chinelos Havaianas e o Ipê ajudam a cuidar das araras
Crédito: DivulgaçãoA marca de chinelos Havaianas e o Ipê ajudam a cuidar das araras

É essa a pegada da 15ª coleção da parceria entre a Havaianas e o Ipê – Instituto de Pesquisas Ecológicas. As estampas da linha incluem a Arara-Vermelha (Ara chloropterus), a Onça-Pintada (Panthera onca) e o Mico-Leão-Preto (Leontopithecus crysopygus).

O Ipê, uma organização sem fins lucrativos, trabalha justamente pela conservação da biodiversidade do país. As Havaianas revertem 7% do valor arrecadado com as vendas desses chinelos especiais para ajudar a financiar os projetos do instituto.

Chegou a hora de a onça beber água
Crédito: DivulgaçãoChegou a hora de a onça beber água

Essas iniciativas incluem pesquisas científicas em prol de espécies ameaçadas de extinção, além de educação ambiental, reflorestamento de áreas degradadas e o desenvolvimento de negócios sustentáveis em benefício de 200 famílias.

A ideia é não pagar o mico da extinção
Crédito: DivulgaçãoA ideia é não pagar o mico da extinção

A parceria entre Ipê e Havaianas começou em 2004. Até hoje, foram vendidos cerca de 14 milhões de pares de sandálias com estampas temáticas. Esse volume significou R$ 8 milhões destinados a pesquisas ecológicas.

As Havaianas estampadas com a Arara-Vermelha, a Onça-Pintada e o Mico-Leão-Preto custam R$ 40, cada par.

Os modelos podem ser adquiridos tanto no site da marca de chinelos e em suas lojas como no portal do Ipê.

Leia também: Campanha da Vivo pede para pessoas saírem do celular

Compartilhe: