Ouça o Samba da Vela no Centro Cultural da Juventude

Por: Redação
divulgação
O samba só acaba quando a vela acabar

Confira a gravação ao vivo do Samba da Vela no Cento Cultural da Juventude Ruth Cardoso, em novembro de 2008. Há seis anos o Samba da Vela iniciou seu trabalho com apenas 5 pessoas, e hoje, recebe mais de 300 pessoas por apresentação em um verdadeiro templo do samba, instalado há quatro anos na Casa de Cultura de Santo Amaro.

Em julho de 2000, alguns compositores anônimos de Santo Amaro, bairro da Zona Sul de São Paulo, reuniram-se, em uma segunda-feira, para tocar e compor juntos. Gostaram da idéia e toda segunda voltavam a reunir-se. Assim, chamaram alguns amigos que divulgaram a idéia boca a boca. Cada vez vinham mais e mais amigos, com isso novas parcerias foram criadas. Surgiam novos compositores e com eles novos e criativos sambas eram escritos.

A partir daí, os idealizadores Paquera, Magnu Sousa, Maurílio de Oliveira e Chapinha fundaram o “Samba da Vela”, que nada mais é que uma reunião de cantores e compositores os quais apresentam suas obras para uma geração pouco conhecedora do verdadeiro samba de raiz.

No entanto, não havia hora para parar, as reuniões duravam até a madrugada e como maioria das pessoas trabalha na terça-feira, havia um problema para resolver. Então, Paquera teve a idéia de acender uma vela e o samba só pararia quando a vela acabasse.

[audio: https://catracalivre.com.br/wp-content/uploads/2008/12/sexta-sonora-vela-281108-l-ok.mp3]